Posts Tagged ‘risoto’

Você, querido produtor de moda pobre que se aventura por produções no Brás: nós temos um segredo que tirará (um pouquinho) o seu cansaço após bater perna na Rua Oriente. Não é um segredo, propriamente – todo mundo do Brás conhece a Casa Líbano, e todo mundo que gosta de comida árabe também. Não que o local seja muito barato – mas é em conta sim, e é tudo bem feitinho, produção própria, portanto ganha os nossos corações.

Anota: o combinado frio, que traz kibe cru, homus, coalhada seca, babaganush e chancliche ou fatouche ou tabule fica por… R$ 28,90 – e dá para dividir como entrada numa boa. A dica é ir com mais uma ou duas pessoas e pedir esse combinado + o kabsce (se fala cábse, mesmo, eu perguntei), um risoto com carneiro e amêndoas. A versão grande do kabsce fica R$ 25,90. Ele é beem gostoso, para quem gosta de carneiro, claro. Tinha várias outras opções que soavam deliciosas no cardápio, mas sorry, só tenho um estômago. Aliás: o homus é bem gostosinho, temperado na medida, e o kibe cru me pareceu fresco (daqui a pouco eu confiro e digo – THANKS FOR SHARING!).

Casa Líbano
R. Barão de Ladário, 831, Pari (sim, eu disse PARI), São Paulo – SP.
Tel. 11-3313 0289
http://www.casalibano.com.br/

Jorge Wakabara

Anúncios

Dica para dia que cai pagamento e você está afim de dizer “eu mereço comer bem” – porque antes de tudo, queridos leitores, nós mesmos, já diria Dra Vodca. Para comemorar os 20 anos do bistrô Charlô, o chef preparou dois menus com as 16 melhores receitas de todos os tempos. De 04 de julho a 30 de agosto, pratos que fizeram sucesso nos anos 90. Em setembro e outubro, os destaques do ano 2000. 

Tá, não é barato (mas abaixo tem o que foi selecionado e os preços), mas vale a pena. Não sei se tem ainda, mas quando eu trabalhava na RG (Há dois anos, já, gente?! Credo…), o restô tinha um cardápio mais barato para o almoço, tipo uns R$ 40… e valia muito a pena. O ambiente, o atendimento… essas coisas de gente fiiiiiiiina!

Olha aí:
Menu anos 90
Salada de pato com brie e pinollis, R$ 24
Pudim de queijo meia cura, R$ 22
Penne com endívias, presunto cru e tomate seco, R$ 34
Camarão com molho gruyère e risoto de espinafre, R$ 80
Vitela recheada com alecrim e damasco, R$ 36
Folhado de coco, R$ 16
Pêra recheada com chocolate e pistache, R$ 14

Menu anos 2000
Gaspacho com guacamole, R$ 24
Rolinho de atum e wasabi, R$ 25
Magret de pato com molho de jabuticaba, R$ 43
Robalo com crosta de castanha do Pará e arroz créole, R$ 52
Medalhão com molho de três pimentas e batata dauphine, R$ 39
Zabaglione ao champagne, R$ 16
Tarte Tatin de manga e gengibre, R$ 16

Serviço
Bistrô Charlô
Rua Barão de Capanema, 440, Jardins, São Paulo – SP.
Tel. 11-3082 5553

Maíra Goldschmidt

Como todo bom pobre habitante da PAULICÉIA, aposto que sua LOMBRIGA também é viciada em SUCO DE TANGERINA.

De uns anos pra cá, o suco se tornou febre nas principais lanchonetes e PADARIAS 2.0 (adorei esse termo que li em algum lugar) da capital.

Na verdade, a própria tangerina é um versão 2.0 da laranja: docinha, menos ácida e com uma COR linda.

Como todos sabemos, a TANGE é sazonal – afinal ela é uma fruta e nao uma truta (ai que piada horrorosa). Eu sempre sofro quando sou obrigada a escolher outra bebida.

Entretanto, trago a boa nova para vocês: há um lugar onde – independente da época do ano – é possivel saborear um delicioso suco de tangerina.

Estou falando do Empório Moema, localizado no lado PÁSSAROS do bairro.

A padaria é gigantesca, oferece uma infinidade de comidinhas, desde pães e doces a massas artesanais e risotos, feitos lá mesmo.

Sugiro, como um bom acompanhamento para o suquinho, uma porção de pães de queijo recheado com alguma coisa que me lembra catupiry mas é mais gostoso. A massa é diferente, dissolve na boca: a escapadinha perfeita da dieta.

Serviço
Empório Moema
Av. Macuco, 218, Moema, São Paulo – SP.
Tel. 11-2101 4000

Ana Laura Mello