Posts Tagged ‘carne seca’

Essa é do Leo, e parece ser bem achado – o lugar não tem nem nome na porta!

Gostaria de retribuir com uma dica. O lugar se chama Dona Thereza (mas não tem nome na porta) e fica na Fernando de Albuquerque 57, quase chegando na Augusta. Inauguraram faz umas 3 semanas e abre para almoço durante a semana e após as 14:00 aos sábados e domingos.

No almoço oferece apenas três opções e é basicamente cozinha brasileira com um toque de sofisticação e ingredientes de qualidade. (Acabei de comer um carne seca com abóbora de comer de joelhos! ). Tudo isso por R$9,90! Espero mesmo que o lugar decole para que eu possa continuar a ter essa delícia tão perto de casa.

Ah, durante a tarde/noite eles servem só petiscos. Ainda não provei.

Leo, prova ai os petiscos pra contar pra gente!

Serviço
Dona Thereza
R. Fernando de Albuquerque, 57, Consolação, São Paulo – SP – altura da R. Augusta.

Copo sujo é assim – como diz nossa amiga Simone, é bom não checar se o copo está realmente sujo, porque invariavelmente… ele estará. Em uma nova estadia em BH – dessa vez com o estimado Beto Mito – passamos por mil e uma aventuras, inclusive o Xoq Xoq, que é do ladinho da Cantina do Lucas mas tipo primo pobretão. Ou seja, dos nossos. Segundo o Alexandre, é um local frequentado por mundrungos made in UFMG. Tipo o Rei das Batidas de lá, sabe como é?

(Acabei de reparar que não tem um post do King of the Beats aqui! Absurdo!)

O Xoq Xoq possui uma vantagem enorme em cima de outros copos sujos que eu conheço. Ele fica em BH. Isso quer dizer que você gasta MENOS AINDA. Na continha: pedimos uma porção de lingüiça (foi isso, Raul?), uma outra de carne seca com mandioca, tomamos ONZE cervejas (a maioria destas em apenas três pessoas, porque a Simone e o Hudson não ficaram o tempo todo conosco). Total: R$ 60 e poucos reais. Ridículo, né? Descontando o pouquinho da Simone e do Hudson, dá menos de R$ 20 para cada! Por um sábado inteiro bebendo e comendo!

Diquinha: caso sua barba esteja grande, aproveita para passar num dos salões de lá do Maletta (que é o edifício onde ficam a Cantina do Lucas e o Xoq Xoq). O salão Penta fez o serviço direitinho e eu paguei R$ 9.

Serviço
Xoq Xoq
Av. Augusto de Lima, 233, lá dentro, Centro, Belo Horizonte – MG.

Jorge Wakabara

O Fornalha é tão importante para nós, PobresQueTambémComem, que virou VERBO. A primeira que eu ouvi dizendo para a gente FORNALHAR foi Bruna Beber. Existe Fornalha em alguns lugares do Rio, mas o Fornalha dos nossos corações fica em Copacabana, bem pertinho das casas de prostituição e das colegas.

No Fornalha não existe espaço para comida saudável. Ou você come uns salgados fritos cheios de gordura, ou você come um pedaço de bolo gigante e cheio de açúcar. Por isso mesmo a gente gosta. Além de eu adorar o bolinho de aipim (que para o paulista é a mandioca) com carne seca de lá, posso ir de madrugada (pois é 24h) e posso pedir por telefone (pois tem delivery até as 21h). É bem barato: o salgado sai R$ 2 (ou R$ 2,30 quando tem requeijão), a fatia de bolo fica por volta de R$ 3 e pouco dependendo do tipo (o que eu gosto, morango com chocolate, é R$ 3,30).

Bom, quem nunca fornalhou precisa experimentar o SALGADINHO MAIS QUENTE DO RIO. É o slogan deles, juro!!!

Serviço
Fornalha (de Copacabana)
R. Ministro Viveiros de Castro, 33-C, Copacabana, Rio de Janeiro – RJ
Tel. 21-2275 3998

Jorge Wakabara

Alguém já reparou que Minas Gerais virou uma idéia fixa do blog?
ABAFA O CASO.

Você, pessoa moderna que lê esse blog incrível chamado PobreTambémCome, com certeza já passou algumas vezes pela Galeria Ouro Fino, aquele ex-atual-futuro reduto do hype na nossa Paulicéia. E com certeza já passou por um singelo café que fica ali do lado, como quem não quer nada, e nem reparou.

Aquele café se chama Vó Sinhá e, veja só que coisa, ele é especializado em petiscos mineiros! Segundo o cardápio, essas coisinhas típicas são realmente “importadas de Minas” – óun, achei charmoso. Experimentei: o pão de queijo com recheio de carne seca com catupiry (!! R$ 3,50), a sopa de abóbora (R$ 8,90) e o capuccino (R$ 3,50). Tem lá também e em breve volto para experimentar: doces diversos, biscoito de queijo, quiche com salada.

O Vó Sinhá é uma boa opção, pelo que reparei, para comer barato pelos Jardins. Faça as contas: sopa + suco ou refri sai bem menos que R$ 15. O atendimento foi superfofo (até achei, em alguns momentos, que a menina estava dando em cima de mim. Sério).

Obs.: tem delivery! Não sei qual região eles entregam – provavelmente só lá perto – mas não custa ligar e perguntar!

Serviço
Vó Sinhá
R. Augusta, 2724, Jardins, São Paulo – SP.
Tel. 11-3081 2389

Jorge Wakabara

Parece brincadeira, mas não é. Jorge e eu fomos à Santa Clara Batataria e comemos… salada. É, não comemos batata. Explico: a fome não era tão grande a ponto de pedir uma, porque as porções são fartas. A batata pequena vem acompanhada por salada e custa de R$ 20 a 26; a grande vem sozinha, mas deve ser enorme (e é um pouco mais cara, a partir de R$ 27). Mesmo não comendo, só de ler o cardápio ficamos com água na boca: tem recheios como camarão com abobrinha, carne seca, presunto cru com brie, cogumelo e frango com requeijão – a Bia pode dar a sua opinião sobre as batatas nos comentários porque ela já experimentou.

De entrada, tem uns bolinhos fritos de batata, queijo e salsinha ótimos – só podiam estar um pouco mais sequinhos. A porção custa mais ou menos R$ 12, mas dá para dividir com outra pessoa tranqüilamente (afinal é só entrada, né, minha gente… Não é pra se empanturrar).

As saladas custam de R$ 20 a 22 e são grandes (também dá pra dividir). A de salmão defumado com abobrinha, folhas verdes e molho de shoyu é bem gostosa, e tem uma de brie com pêra bastante convidativa. Pra acompanhar isso tudo, tem cerveja de garrafa como Original ou Serra Malte (as mais baratas do cardápio, R$ 5 cada), drinques e vinho. Vale comentar o lugar, que é superagradável, com mesas iluminadas por velas e sofás cheios de almofadas.

Só um porém: de quinta a domingo, a casa tem música ao vivo, com couvert opcional de R$ 4 por pessoa. A questão é que eles cobram o tal couvert automaticamente na conta; caso não queira pagar, lembre-se de avisar o garçom porque ninguém pergunta se você quer contribuir ou não. E o mais absurdo: eles cobram 10% em cima do couvert! Como assim?!

É isso. Ah! E diz que de terça a domingo eles também entregam em casa (melhor ligar lá para ver os detalhes)!

Serviço
Santa Clara Batataria
Rua Áurea, 361, Vila Mariana, São Paulo – SP.
Tel. 11-5575 9504

Rua Girassol, 354, Vila Madalena, São Paulo – SP.
Tel. 11-3816 2501

http://www.santaclarabatataria.com.br/

Mari Tavares

Licença, Mari!!

Mas o Bebelu, por mais que seja uma rede de lanchonetes, tem vários diferenciais. Primeiro: por enquanto, que eu saiba, só tem no Ceará. No site, tem até um indício que eles abrirão em São Paulo – o que me deixou muito do animado – mas não sei se é fato.

Segundo: imagine chegar no Bob’s e pedir por uma promoção com… sanduíche com carne seca, macaxeira e suco?! PARAÍSO, NÃO??? Pois sim: além do Pai d’Égua, o nome bizarrísimo do sanduíche de carne seca, queijo coalho e salada no pão árabe, você pode substituir sua velha batata frita por mandioca frita. O Pai d’Égua virou meu sanduíche favorito durante a minha estadia em Fortaleza – tinha um Bebelu na frente do hotel.

Portanto, se você for para Fortaleza e quiser gastar pouco num almoço rápido (mezzo rápido, né, gente, não exija muito do serviço) – apela para o Bebelu.

Serviço
Bebelu
Confira no site todos os endereços: www.bebelu.com.br 

Jorge Wakabara

A gente costumava freqüentar mais, né? O Bar Leblon, que fica perto do Exquisito, é tipo filhote do Filial, sabia? Pois é: diz que é um ex-gerente do bar da Vila Madalena que toca o lugar simpático.
Desde o chão, que imita a calçada do bairro carioca, até um mapa na parede que reproduz Leblon, Ipanema e Copacabana, o clima tenta remeter à Zona Sul do Rio. Eu curto, na verdade, porque é um pouco mais barato que o Exquisito e costumava ser bem menos cheio… hoje em dia, o negócio é ir de dia de semana, e de preferência cedo. O Leblon tá lotando – sorte dos donos, azar o nosso, que agora tem que enfrentar fila de espera.
O legal do Leblon é que dá super para comer. Quando estou com “meia fome”, eu costumo comer o saladão que vai alface, palmito + outras coisinhas (não peça a de rúcula com mussarela de búfala, é beeem menor). Pros momentos “ogrinho”, peça o prato com arroz, feijão e carne seca com queijo coalho e mandioca (acho que é mandioca… ou é pamonha?). É uma delícia é custa um pouco menos de R$20.
Gosto das caipirinhas de saquê, também, que é gostosa e num preço superhonesto (acho que R$ 11, por aí). Só não me venha com a caipirinha de saquê com fruta vermelha – maiores drinque de mulherzinha, ninguém consegue tomar inteiro de tão docinho. Blergh.
Outros pontos positivos: o garçom e o público – desencanado e misturado, já vi de J. Pig a Marina Person e Badauí por lá. Q? A localização também é ótima – pertíssimo da Augusta porém mais sossegado, e se der uma animada dá para ir dançar PIXIES na FUN HOUSE e relembrar the old times.

Ah, sim, porque a Fun House continua na década de 2000.

Serviço
Bar Leblon
R. Bela Cintra, 483, Consolação, São Paulo – SP.
Tel. 11-3237 0151
www.barleblon.com.br

Jorge Wakabara

A Antonia (que é estagiária aqui do Chic e nas horas vagas é hostess – TÁ?) me lembrou e eu adorei a lembrança: o Sesc Pinheiros é um dos lugares mais civilizados de São Paulo. Limpo, com atrações gratuitas ótimas, com gente de tudo quanto é tipo, e as atrações que são pagas tem um preço superacessível.

Outra coisa acessível por lá é a Comedoria, o restaurante do Sesc. Tá, o nome é meio estranho mas tem o seu charme. Funciona em serviço de buffet com porções de preço fixo. Os pratos sempre tem algo de diferente, seja por serem tipicamente brasileiros, ou por terem ingredientes um pouco mais exóticos (tipo damasco, moyashi etc.). Mas o melhor é que fica superbaratinho: você consegue comer por R$ 15, fácil fácil.

O cardápio vai variando a cada dia. No sábado, 08.03, vai ter frango assado ao chutney de papaia – huuuum, FINO. E também vai ter feijão de capataz, com carne seca, lombo suíno, lingüiça paio, mandioca, feijão preto. Delícia. E vai ter show da Fernanda Takai lá no fim-de-semana, vamos?!

Serviço
Comedoria do Sesc Pinheiros
R. Paes Leme, 195, Pinheiros, São Paulo – SP.
Tel. 11-3095 9400
www.sescsp.org.br

Jorge Wakabara