Posts Tagged ‘suco’

16h da tarde, segunda-feira, Vila Madalena. Estava eu perdida pelo bairro, sem saber onde almoçar, morrendo de fome. Onde ir em um horário desses, meu deus? Eis que surge a resposta: Ekoa Café.

O Ekoa é um restaurante/café relativamente novo – tem quase 1 ano, segundo a dona -, localizado exatamente na frente da Livraria da Vila. Com toda uma proposta sustentável, o objetivo do lugar é te deixar confortável e incentivar que as pessoas se relacionem. Olha, eles conseguem, viu! Três exemplos da fofura:

1) o lugar tem uma varandinha com uma rede para você deitar e ficar quanto tempo quiser. Sim, uma REDE, daquelas de praia! E tem wi-fi de graça, então dá mesmo pra ficar horas e horas. 
2) lá tem uma coisa que eu apaixonei chamada “Café compartilhado”. Você pode deixar um café pago para alguém que não conhece ou pode tomar o café que alguém deixou pago. Não é fofo demais?!
3) Para estimular que as pessoas almocem juntas, eles dão desconto de R$ 0,50 no prato do dia para quem for acompanhado – se você for com outras 5 pessoas, por exemplo, você paga R$ 11 ao invés de R$ 13 no prato. O desconto é módico, mas a idéia é bonitinha, né?

Além de toda essa preocupação com os detalhes, a comida é bem boa e o preço é melhor ainda. Comi uma truta grelhada ao molho de manga com arroz integral bem honesta (Temos foto! Eba! – mas é tosca, de celular, tá gente…) e paguei R$ 16,80. O prato mais caro custa R$ 24, acho. O suco de pitanga custou R$ 4 – lá tem várias polpas orgânicas de frutas exóticas. Entre as sobremesas, tem coisas apetitosas como petit gateau com calda de pitanga e sorvete de creme (R$ 13) e brigadeiro com calda de cupuaçu (R$ 4, acho). Além de várias opções de saladas diferentes, sanduíches, cafés especiais, entradinhas, sopas… Ou seja, não falta opção!

Imag003

Lugar pra lá de fofo, pra ir sozinho, acompanhado, com amigos, sem amigos, com fome, sem fome… Vale compartilhar! E tem também em Campinas!

Serviço
Ekoa Café
R. Fradique Coutinho, 914, Vila Madalena, São Paulo – SP – na frente da Livraria da Vila
Tel. 11-3032 7842

Carrefour Campinas Shopping
Av. Mackenzie, s/n, Vila Brandina, Campinas – SP
Tel. 19-3255 6850

Shopping Iguatemi Campinas
Av. Iguatemi, 777, 1 piso, Campinas – SP
Tel. 19-3254 6733 

www.ekoacafe.com.br

Mari Tavares

É triste e ao mesmo tempo gostoso quando o emprego da gente muda de lugar.  Triste porque você é obrigado a deixar pra trás várias manias que já tinha adquirido – tipo a salada de fruta do Abadia. Gostoso porque você é obrigado a descobrir lugares novos. Nesse momento ‘descobertas’ da minha vida, o primeiro que vale dividir é o Andaluza.

O cardápio do Andaluza traz opções de lanches mais leves, justamente pra você conseguir ter fôlego pras sobremesas. As saladas são bem servidas e servem de almoço. Em geral, custam R$ 9,50 e vão desde carpaccio até folhas verdes com mussarela de búfala, tomate seco e afins. A opção com quiche custa R$ 11,50. Já os sanduíches custam em torno de R$ 8 e são simples, mas bem gostosos. Tem um de peito de peru com alface e cream cheese que é uma delícia, e você pode escolher entre pão francês e integral.  

Mas isso tudo é detalhe: o que importa são as sobremesas. Especializada em bolos, o pedaço custa em torno de R$ 4,50 e é um tamanho bom – você mata a vontade sem ficar empanturrado. O bolo de bem-casado é uma delícia e o de dois mousses – chocolate branco e amargo – é sensacional. O único problema (pelo menos para mim) é que eles tendem a colocar chantilly, marshmallow e afins em tudo… mas paciência. Tem também sorvetes, com opções que vão de papaia e graviola (R$ 5 a bola) a Häagen-Dazs (módicos R$ 7 A BOLA! tá todo mundo louco). 

Pra fechar, tem vários tipos de cafés, desde o bom e velho espresso até drinks mirabolantes. O mais simples custa R$ 2,50. Ótimo lugar pra se esconder quando o emprego tá afetando os nervo.

Serviço
Andaluza Sobremesas Finas

R. Caconde, 132, Jardim Paulista, São Paulo – SP
Tel. 11-3057 1564

R. Dr. Alvaro Alvim, 153, Vila Mariana, São Paulo – SP
Tel. 11- 5539 7962
www.andaluza.com.br

Mari Tavares

Queridos leitores! Desculpas pelo sumiço, mas 2009 tá ai e vamo que vamo! Uma de nossas resoluções para este ano – é minha e do Jorge, mas o Jorge ainda não sabe – é atualizar este blog com mais frequência, mas lembrem-se que contribuições de leitores também são super bem vindas!

Enfim, indo ao que interessa, o primeiro post de 2009 é sobre um restaurante descoberto no fim do ano passado, mas que continua sendo um achado. É o Quitanda Gourmet, que ocupa o antigo Sacolão da Vila Madalena. Além de o sacolão ter dado lugar a uma quitanda de gente rica – todas as frutas são super arrumadinhas e, claro, mais caras que em outros lugares -, foi construído no segundo andar um restaurante muito fofo e com ótimo custo/benefício.

Só fui em fins de semana, por isso não sei se durante a semana é o mesmo esquema, mas de sábado e domingo o cardápio permite que você escolha entre pratos a la carte ou pratos japoneses, inclusive rodízio. Um teppan (é assim que escreve?!) de salmão e legumes custa R$ 28 e dá pra dividir. Entre os pratos, as massas custam em torno de R$ 18, e, apesar de serem porções individuais (não rola de dividir), são opções um pouco mais elaboradas, como talharim ao molho de funghi. Tem também opções de saladas e sanduíches.

No domingo tem café-da-manhã até as 13h30, cheio de frutas fresquinhas, docinhos e pães gostosos. Isso é outra vantagem: como logo no andar de baixo tem uma quitanda, os sucos e as frutas são muito frescas. O suco de tangerina custa R$ 4 e a água de coco, R$ 3.  Ah! E tem pastel também, grandes e com muuuuuuuuuuito recheio, vale super a pena. Não lembro exatamente quanto custa, mas deve ser uns R$ 4. 

O atendimento é bastante simpático, mas o melhor é fugir dos horários de pico porque a equipe é pequena e eles não dão conta… O público é sempre bem alternativo, misturando professores de yoga a turmas de amigos descolados.

UPDATE!: Ao contrário do que tinha escrito antes, as outras duas unidades do Quitanda – Pinheiros e Lapa – têm comidinha também. Inclusive a Bia já tinha escrito sobre o de Pinheiros! Sorry, Bia, comi bola! De qualquer forma, acho que as duas unidades têm serviços diferentes, então vale conhecer todos…

Serviço
Quitanda Gourmet – unidade Vila Madalena
R. Medeiros de Albuquerque, 352, Vila Madalena, São Paulo – SP
Tel. 11-3042 4662

Mari Tavares

Perdido no meio da r. Mourato Coelho, o Aniello é um restaurante simpático, com cara de mercearia e ótimo para quem gosta de almoçar tarde: de terça a sábado, funciona do meio-dia à 1h da matina direto; na segunda, do meio-dia às 16h e no domingão não abre (horários estranhos, né?!).

No cardápio tem um pouco de tudo, desde sanduíches e saladas até massas e pizzas. A comida não é assim maravilhosa, mas é honesta e as porções servem super bem – dependendo da fome, dá pra dividir tranquilamente. Tanto o paillard com fettuccine como o capellini com camarão custam R$ 21,90 cada. A salada caprese, com mussarela de búfala, tomate, manjericão e alface, é R$ 15. Tudo bem simples, mas gostoso. 

Também dá pra ir só pra beber coisinhas e comer petiscos. A caipirinha custa R$ 8,90; pra quem não bebe, o suco natural custa R$ 3,70. Tem várias opções de antepasto, queijos e outros tipos de frios. Lugar simples e tranqüilo, bom pra ir e ficar papeando.

Serviço
Aniello Bar e Mercearia
R. Mourato Coelho, 47, Pinheiros, São Paulo – SP
Tel. 11-3061 3213
www.aniellobar.com.br

Mari Tavares

Eu sei, estou super ausente. A minha ficou de ponta-cabeça em um mês – o que não interessa a vocês nem vem ao caso! Enfim, estou voltando aos poucos – mas vão rolar poucos posts de minha autoria, uma vez que estou um pouco falido nesses meses.

Mas volto com fuerza total aqui para falar do melhor chinês custo x benefício de Pinheiros. O China Massas Caseiras tem o melhor pastelzinho chinês do mundo! Mentira, do mundo não, mas de São Paulo com certeza é dos melhores, vive virando matéria nos guias da vida.

Eu sempre peço meia porção de queijo e meia porção de carne (bovina). Ele é frito, então os que tem medo de gordura devem passar longe. Muito gostoso, se pedir duas porções para três pessoas já dá uma refeição facinho. Como eu sou um pequeno ogro, quando vou com meus pais peço só uma e ainda completo com uma porção de arroz chop suey e uma porção de frango xadrez.

Geralmente sobra um monte de comida e a gente manda embrulhar. Incluindo suco (tem suco de tangerina!) e tudo o mais, dá uns R$ 30 para cada um. Mas isso se você comer até cair: pedindo meia porção de cada coisa e tal, deve dar no máximo R$ 25!

Serviço
China Massas Caseiras
R. Mourato Coelho, 140, Pinheiros, São Paulo – SP.
Tel: 11-3085 7111

Jorge Wakabara

Acordou com uma vontade louca de comer empanadas chilenas ao som de I will always love you em ritmo de salsa? Não se desespere, PobreTambémCome tem a solução: corre lá no El Guatón (ou, para os íntimos, só “chileno”).  

Quem ia fazer esse texto era o Heitor, mas a pessoa tá demorando DEMAIS, então eu assumi a tarefa. O Chileno é famoso pelas empanadas, muito gostosas, com uma massa ótima e bastante recheio. As que são assadas custam R$ 4 e tem sabores como carne (a mais famosa), queijo, pizza, calabresa e mais uns três ou quatro. A de mariscos é um pouco mais cara, custa R$ 6. Também tem a versão frita, mas só em três opções: queijo e carne (R$ 4 cada) ou camarão com queijo (R$ 6). O único defeito é que não tem empanada de carne seca, quesito no qual o bar Empanadas ganha (aliás, pra mim, o único quesito… o Chileno num tem a muvuca nem a fila de espera do Empanadas, acho a comida mais gostosa e se duvidar até mais barata).

Se a fome for maior, no cardápio tem um monte de prato, todos tipicamente chilenos, de preços que vão dos R$ 20 aos R$ 60! Tem ceviche, congrio (um tipo de peixe), feijão e milho nas mais variadas formas, e até ostra pra comer com limãozinho! De sobremesa, pudim de leite ou uma torta de massa folhada com recheio de doce de leite (não sei o preço, se alguém souber…). Pra beber, cerveja (a Serra Malte custa R$ 6), tequila, caipirinha, suco, refrigerante e por aí vai…

E a trilha sonora?! Ah, a trilha sonora… Impagável. O som vai de Macarena a Feelings versão caribenha em segundos. O dono também é uma figurinha: um senhor baixinho, gordinho e de óculos fundo de garrafa, em geral de bom humor. Aliás, o nome do bar é uma homenagem à sua forma física: ‘el guatón’ é tipo um apelido para uma pessoa barriguda.     

Ah! E aceita VR!

Serviço
El Guatón
R. Artur de Azevedo, 906, Pinheiros, São Paulo – SP
Tel. 11-3085 9466     

Mari Tavares

Ali naquele cantinho chiquê de Sampa surgiu, do nada, um letreiro luminoso que dizia Suco Bagaço – perto do cruzamento da Haddock Lobo com a Oscar Freire, do lado de uma loja de acessórios femininos. Tem um quê de geração saúde, óbvio. Era uma tarde ensolarada, estava bombando, rolava música de academia, muita gente bonita… não quis entrar.

Mas num outro dia, após as 18h, o lugar estava vazio e eu fui lá com a Kaori pra testar. Sendo ela veggie e eu estudando as possibilidades de ser healthier, nossa onda é achar opções interessantes que coincidam com o nosso bolso. Pois bem, achamos uma opção legal.

Todos os dias, após as 17h, qualquer quiche + salada sai por R$ 7,90 e você GANHA outro prato igual. É? É. São três ou quatro opções de quiche e uma salada de folhas verdes variadas com tomates. E os sucos? Uma variedade de frutas e combinações tão grande que demoramos um tempo até decidir qual experimentar. E vem 1/2 litro de suco, feito na hora com frutas frescas. E, claro, vitaminas (opção com leite de soja), frapês, lanche natural, açaí e tudo o mais que a geração saúde pede! Acho que eles vão começar a servir sopas no frio, será que vai ser nesse preço?

Bom, no total, salada + quiche + suco diferente = R$ 10,05 pra cada. Os preços dos sucos ficam em torno dos R$ 6 em média, dependendo das frutas que vc escolher.

Saindo de lá, fomos correr cinco quilômetros no Parque do Ibirapuera e depois fazer uma aulinha de Power Yoga.

Mentira.

Serviço
Suco Bagaço
Rua Haddock Lobo, 1.483, Jardins, São Paulo – SP
Tel. 11-3063 3538
www.sucobagaco.com.br

Natalli Tami

Para os dias em que os pobres querem ser ricos – e se dão o luxo de desfrutar alguns pequenos prazeres: depois de uma massagem no SPA do Hotel Renaissance, fui fazer um tour pelo local com a Antonia (a fofa que cuidou de mim lá – cuidou porque foi fofinha e eu estava cansada, precisando de cuidados!). Além de conhecer todo o SPA, que é ENORME, e a academia, cheguei a um agradável ambiente: o café ali na frente da academia – não achei no site o nome desse café, mas só tem um na academia, não tem erro! 

Era sábado, por volta do meio-dia, e não tinha muito movimento – raridade nas proximidades da avenida Paulista. Ótimo para tomar um café e ler tranquila o jornal ou a nova Vogue América com a Sarah Jessica Parker na capa, hein? A iluminação era natural, com um sol de outono deixando tudo muito mais gostoso (estava frio quando eu fui, logo, era outono de verdade!). Dá para pedir saladas e tem aqueles sucos orgânicos que vendem no Pão de Açúcar (de Clorofila, C, K… esses daí). O preço, ah, o preço…não faço idéia porque só passei por ali e não consumi nada, mas a dica é para se dar um luxo e café é sempre café – não pode ser uma fortuna… Bom para ir nos dias em que o pagamento sai!

Serviço
Hotel Renaissance
Alameda Santos, 2233, Jardins, São Paulo – SP.
Tel. 11-3069 2233

Maíra Goldschmidt

Não sei se vocês notaram, mas eu baseio muito minhas escolhas gastronômicas na situação do momento. Nesta, eu tinha pressa, fome, pouco dinheiro e estava de dieta. Vinha caminhando pela rua Cônego Eugênio Leite, em Pinheiros, quando vi uma plaquinha que anunciava quiche + salada + suco por R$ 11,90. Perfeito!

O restaurante era o Gaia, um vegetariano ótimo, com uma decoração bacanérrima. Tanto que, se eu tivesse visto o lugar antes do preço, nem entraria. Bom, a salada era farta, a quiche era uma delícia (eu até comi a beringela que vinha no meio, ó) e o suco era uma combinação de camomila com abacaxi, que eu ainda vou tentar em casa.

Só tem uma ressalva: não abre à noite. Segundo o dono, ele não está no pique para tanto, então é só almoço mesmo. Bom, fim-de-semana tá aí prá isso, né?

Serviço:
Gaia Gourmet Vegetariano
R. Conego Eugênio Leite, 1152, Pinheiros, São Paulo – SP.
Tel. 11-3031 0680 / 3097 9536
http://www.gaiavegetariano.com.br/

Bia Bonduki

Pertinho ali da Pelu, na alameda Lorena, fica o Bella Gula Fast Bistrô, um restaurante por quilo que não é povão e nem é uma fortuna. A comida é honesta, com salada e duas ou três opções de pratos quentes (carne, frango, massa e os devidos acompanhamentos). Sucos e refrigente, café – não muito bons, mas quebram o galho – sorvetes e doces (aliás, o Bella Gula é uma rede de doces de Porto Alegre… nossa, estou falando de rede de novo… mas agora foi sem querer, juro!).

O lugar é charmoso, apesar do fast no nome. Quem frequenta é o povo que trabalha pelos Jardins mesmo – você vai ver muita bolsa Miu Miu e Marc Jacobs por ali – e até algumas voguettes. Fica cheio às 13h ou 13h30, então, às vezes tem espera de mesa (quinze minutos em média), mas vai ficando mais tranquilo conforme o tempo vai passando. Fica aberto para almoço, jantar e happy hour. E a conta, no almoço pelo menos, fica em torno de R$ 20 (com comida, suco e café macchiato).

Serviço
Bella Gula Fast Bistrô
Al. Lorena, 1295, Jardins, São Paulo – SP.
Tel. 11-3578 1350

Maíra Goldschmidt