Posts Tagged ‘pizza’

Minha paixão por padarias é de longa data e tenho certeza que ela não é só minha. O pãozinho quentinho com manteiga derretendo certamente já foi o momento mais empolgante do café-da-manhã de muita gente. Hoje as padarias se profissionalizaram, tornando-se muitas vezes grifes do pão.

Na minha busca pela padaria perfeita, descobri uma que foge ao padrão das 24horas. É a Padaria Aracajú, em Higienópolis, pertinho da praça Vilaboim. Uma padaria tradicional, sem a maioria das cafonices das padarias tradicionais e com mesinhas do lado de fora. É muito freqüentado pelos moradores da região e principalmente por senhoras com seus cachorros.

Minha dica são os pães especiais. O pão de cereais é divino. Sugiro pedir o pão de cereais na chapa com requeijão, de lamber os beiços. A variedade é bem grande e a casa também oferece sanduíches tradicionais e especiais, rodízio de pizza (simples e bem barato) e salgados.

Os doces são um capítulo a parte. A padaria é especializada em doces portugueses: o pastel de Belém é divino e eles têm um docinho de abóbora que derrete na boca. Além das já famosas broas de chocolate e frutas que são leves e muito gostosas. Só de pensar fico com água na boca.

Serviço
Padaria Aracajú
R. Maranhão, 760, Higienópolis, São Paulo – SP
Tel: 11-3666 8857
Horário: 6h às 23h // dom. a partir das 7h

João Marcelo

Anúncios

Lugares que oferecem boa comida a preços justos são ótimos. Já lugares que oferecem isso e um atendimento simpático, são de virar fã.

Com a Pizzaria Dona Maria foi assim. Passei na frente, achei bonitinho e peguei um cardápio, à disposição na porta. Numa noite de pouca comida em casa, liguei e pedi. Mas antes, um parênteses.

Estávamos sem dinheiro e só tínhamos cartão. Como alguns estabelecimentos levam a maquininha junto com a entrega, resolvi ligar e perguntar. Eles não faziam isso, mas, ao invés de mandar um “não faz” e desligar em seguida, o moço que me atendeu explicou porque não e deu outras sugestões de pagamento. Em seguida, tirou meu pedido e disse que em dez minutos eu podia passar para pegar (e pagar no débito no salão mesmo). No caminho, ainda ligaram para o meu namorado para avisar que a pizza estava pronta. Já achei ótimo.

Na hora de comer, mais detalhes incríveis: a pizza vem acompanhada de um saquinho com alho torrado, a azeitona é verde e gordona (e não aquela titica preta amarga), e o manjericão vinha aos montes. Na caixa da pizza, uma poesia impressa. Um capricho só.

Pedimos uma pizza grande, meia-calabresa, meia-marguerita, mais uma coca de dois litros, e tudo ficou em R$ 19,00 – menos de R$ 10 para cada.

O site tem mais informações e, inclusive, eles servem um almoço preparado por uma nutricionista e um chef internacional. Vou provar e conto para vocês.

Serviço:
Dona Maria Pizzaria
R. Joaquim Antunes, 1026
Pinheiros – São Paulo – SP
Tel: 3819-1282 / 3813-0036 / 3031-1054
www.donamariapizzaria.com.br

Bia Bonduki

Acordou com uma vontade louca de comer empanadas chilenas ao som de I will always love you em ritmo de salsa? Não se desespere, PobreTambémCome tem a solução: corre lá no El Guatón (ou, para os íntimos, só “chileno”).  

Quem ia fazer esse texto era o Heitor, mas a pessoa tá demorando DEMAIS, então eu assumi a tarefa. O Chileno é famoso pelas empanadas, muito gostosas, com uma massa ótima e bastante recheio. As que são assadas custam R$ 4 e tem sabores como carne (a mais famosa), queijo, pizza, calabresa e mais uns três ou quatro. A de mariscos é um pouco mais cara, custa R$ 6. Também tem a versão frita, mas só em três opções: queijo e carne (R$ 4 cada) ou camarão com queijo (R$ 6). O único defeito é que não tem empanada de carne seca, quesito no qual o bar Empanadas ganha (aliás, pra mim, o único quesito… o Chileno num tem a muvuca nem a fila de espera do Empanadas, acho a comida mais gostosa e se duvidar até mais barata).

Se a fome for maior, no cardápio tem um monte de prato, todos tipicamente chilenos, de preços que vão dos R$ 20 aos R$ 60! Tem ceviche, congrio (um tipo de peixe), feijão e milho nas mais variadas formas, e até ostra pra comer com limãozinho! De sobremesa, pudim de leite ou uma torta de massa folhada com recheio de doce de leite (não sei o preço, se alguém souber…). Pra beber, cerveja (a Serra Malte custa R$ 6), tequila, caipirinha, suco, refrigerante e por aí vai…

E a trilha sonora?! Ah, a trilha sonora… Impagável. O som vai de Macarena a Feelings versão caribenha em segundos. O dono também é uma figurinha: um senhor baixinho, gordinho e de óculos fundo de garrafa, em geral de bom humor. Aliás, o nome do bar é uma homenagem à sua forma física: ‘el guatón’ é tipo um apelido para uma pessoa barriguda.     

Ah! E aceita VR!

Serviço
El Guatón
R. Artur de Azevedo, 906, Pinheiros, São Paulo – SP
Tel. 11-3085 9466     

Mari Tavares

Eu sempre morri de preconceito com o Aniello porque achava que era um lugar de rico. Sei lá, talvez porque ele tem uma cara arrumadinha e fofa. Ele fica praticamente no mesmo quarteirão da minha ex-casa (onde morei durante 27 anos), do lado do Smoky Jô, e mesmo assim só tinha ido lá uma vez, há muito tempo, com a Yuri.

Aí teve aniversário do Rodrigo lá e eu fui. A princípio o esquema era só pra tomar umas cervejas, mas eu tava com fome e decidi pedir algo para comer. Surpresa: uma pizza de mussa bem gostosa brotinho (mas um brotinho decente que alimenta) por R$ 11 e poucos! Achei bacana. Com a cervejinha, dá menos de R$ 20 com certeza. Fora que o esquema de comanda individual em festa de aniversário é genial, né? A gente ama.

Já passei na frente do Aniello na hora do almoço e parece bem gostoso e animado comer lá. Alguém já foi para dizer a faixa de preço?

Serviço
Aniello
R. Mourato Coelho, 47, Pinheiros, São Paulo – SP.
Tel. 11-3061 3213
www.aniellobar.com.br

Jorge Wakabara

Um dia desses eu encontrei uma superamiga e, conversa vai, conversa vem, falei pra ela sobre o nosso PobreTambémCome. Depois de amar essa idéia, sabe qual foi a primeira pergunta que ela fez? “E na ZN, que que tem de BomPraPobre?”. Essa pergunta me pegou de jeito, já que eu nasci, cresci e fui criada na ZN, mais especificamente no bairro do Limão (ou Kentuky, como diria o Fê!) e não sabia responder. Pensei cá com meus botões e me veio à cabeça o que de melhor meu bairro natal tem: a padaria A Lareira. Foi lá que eu passei a infância, junto com minha amiga Alessandra, engordando entre um pão recheado e um belo doce. Conhecia todo mundo, meu segundo lar – seria o primeiro, mas minha mãe não deixou!

Começou pequena, bem de bairro mesmo, e hoje é um império de sabores e delícias. O pão não tem o que dizer, é maravilhoso. Os doces – ai, Jesus! Lá tem de tudo o que a Galeria dos Pães tem, mas, acho eu, que é maior e não tem tantas dondocas assim! É térrea, tem um amplo espaço de mesas; balcão de doces, frios e para pedir lanches; mini-mercado; forno de pizza e é 24 horas. Se você trabalha por ali perto, vai lá pra Cachoeirinha ou quer descobrir o que que a ZN tem, passa lá. É padoca, meu, pra todos os bolsos, inclusive para os cheios de teias de aranha.

Enquanto isso, vou tentar lembrar o que mais tem na ZN para você… e pra mim também, porque a situação tá roxa!!!

Serviço
A Lareira
Av. Deputado Emílio Carlos, 718, Bairro do Limão, São Paulo – SP.
Tel. 11-6858 4400
www.alareira.ind.br

Cinthia Reis 

Acho que o título já entregou, né? Sim, esse texto é sobre pizza por metro. O lugar em questão é o Graminha, que tem quatro endereços – três em Sampa e um em Santos. Conheço só a casa da r. Medeiros de Albuquerque, na Vila Madalena (é o Graminha grande, porque atravessando a rua tem outro, numa casa menorzinha), portanto é com base nela que escrevo. 

No Graminha (assim como em outros restaurantes com pizza por metro, imagino), você não escolhe o tamanho da pizza por quantidade de pedaço, mas sim por largura. No cardápio, as opções são 1/2 metro estreito ou 1/2 metro largo. Em geral, o estreito dá pra três pessoas comerem três pedaços cada, e a pizza pode ter dois sabores. No largo, dá pra encaixar três opções diferentes de recheio. 
 
Além dos clássicos, como marguerita, portuguesa e frango com catupiry, tem sabores mais exóticos – e bem gostosos -, como carpaccio, shitake ou calabresa com javali, que eu nunca comi, mas costuma ganhar elogios. Claro que quanto mais elaborado, mais caro é o metro, né? O Graminha não é exatamente barato, especialmente se você é daqueles que come dez pedaços, mas se você se contentar com cinco fatias rola – desde que você divida a conta entre três ou quatro pessoas.

Dando um exemplo concreto, dividido entre três:
1/2 metro estreito (com dois sabores, um diferente e um básico) + 1 pizza doce pequena (a de morango com chocolate é bem gostosa; já a só de chocolate é um pouco enjoativa) + 1 garrafa de vinho chileno = R$ 38 por pessoa.

E você sai rolando – ainda que a pizza seja quadrada…! Sim, a piada foi estúpida, mas inevitável…
 
Serviço
Graminha Pizza por Metro
Rua Aspicuelta, 23, Vila Madalena, São Paulo – SP.
Tel. 11-3814 2302

Rua Medeiros de Albuquerque, 256, Vila Madalena, São Paulo – SP.
Te. 11-3815 7434
 
Rua Dr. Alceu de Campos Rodrigues, 498, Vila Olímpia, São Paulo – SP.
Tel. 11-3045 3535
 
Rua Alexandre Herculano, 192, Gonzaga, Santos – SP.
Tel. 13-3221 7903
 
http://www.pizzariagraminha.com.br/ 

Mari Tavares

Dica do Ferdie. Acho que é a Mari que não gosta da Bella Paulista, né? Tô nem aí, eu gosto. HAHAHA Adoooro a pizza portuguesa deles – para comer no balcão mesmo, bem paulistano. O Fer, por sua vez, sugere o buffet de sopas.

“Uns 20 reau. Fui lá ontem. Tinha cinco tipos de sopa, alguns tipos de pães, pães recheados, tortas doces, pães doces, patês, pão de queijo, suco de laranja, bolos e tralalá”.

O Fer sugere ir de domingo – após as 18h, que é quando começam a servir o buffet. É para comer loucamente e sair rolando, bem bolinha. Foda é esperar a fila, geralmente gigantesca. Serviço
Bella Paulista
R. Haddock Lobo, 354, Cerqueira César, São Paulo – SP.
Tel. 11-3214 3347
www.bellapaulistaonline.com.br

ATUALIZAÇÃO: para ser + exato, o buffet é R$ 19,80!