Posts Tagged ‘sanduíche’

16h da tarde, segunda-feira, Vila Madalena. Estava eu perdida pelo bairro, sem saber onde almoçar, morrendo de fome. Onde ir em um horário desses, meu deus? Eis que surge a resposta: Ekoa Café.

O Ekoa é um restaurante/café relativamente novo – tem quase 1 ano, segundo a dona -, localizado exatamente na frente da Livraria da Vila. Com toda uma proposta sustentável, o objetivo do lugar é te deixar confortável e incentivar que as pessoas se relacionem. Olha, eles conseguem, viu! Três exemplos da fofura:

1) o lugar tem uma varandinha com uma rede para você deitar e ficar quanto tempo quiser. Sim, uma REDE, daquelas de praia! E tem wi-fi de graça, então dá mesmo pra ficar horas e horas. 
2) lá tem uma coisa que eu apaixonei chamada “Café compartilhado”. Você pode deixar um café pago para alguém que não conhece ou pode tomar o café que alguém deixou pago. Não é fofo demais?!
3) Para estimular que as pessoas almocem juntas, eles dão desconto de R$ 0,50 no prato do dia para quem for acompanhado – se você for com outras 5 pessoas, por exemplo, você paga R$ 11 ao invés de R$ 13 no prato. O desconto é módico, mas a idéia é bonitinha, né?

Além de toda essa preocupação com os detalhes, a comida é bem boa e o preço é melhor ainda. Comi uma truta grelhada ao molho de manga com arroz integral bem honesta (Temos foto! Eba! – mas é tosca, de celular, tá gente…) e paguei R$ 16,80. O prato mais caro custa R$ 24, acho. O suco de pitanga custou R$ 4 – lá tem várias polpas orgânicas de frutas exóticas. Entre as sobremesas, tem coisas apetitosas como petit gateau com calda de pitanga e sorvete de creme (R$ 13) e brigadeiro com calda de cupuaçu (R$ 4, acho). Além de várias opções de saladas diferentes, sanduíches, cafés especiais, entradinhas, sopas… Ou seja, não falta opção!

Imag003

Lugar pra lá de fofo, pra ir sozinho, acompanhado, com amigos, sem amigos, com fome, sem fome… Vale compartilhar! E tem também em Campinas!

Serviço
Ekoa Café
R. Fradique Coutinho, 914, Vila Madalena, São Paulo – SP – na frente da Livraria da Vila
Tel. 11-3032 7842

Carrefour Campinas Shopping
Av. Mackenzie, s/n, Vila Brandina, Campinas – SP
Tel. 19-3255 6850

Shopping Iguatemi Campinas
Av. Iguatemi, 777, 1 piso, Campinas – SP
Tel. 19-3254 6733 

www.ekoacafe.com.br

Mari Tavares

É triste e ao mesmo tempo gostoso quando o emprego da gente muda de lugar.  Triste porque você é obrigado a deixar pra trás várias manias que já tinha adquirido – tipo a salada de fruta do Abadia. Gostoso porque você é obrigado a descobrir lugares novos. Nesse momento ‘descobertas’ da minha vida, o primeiro que vale dividir é o Andaluza.

O cardápio do Andaluza traz opções de lanches mais leves, justamente pra você conseguir ter fôlego pras sobremesas. As saladas são bem servidas e servem de almoço. Em geral, custam R$ 9,50 e vão desde carpaccio até folhas verdes com mussarela de búfala, tomate seco e afins. A opção com quiche custa R$ 11,50. Já os sanduíches custam em torno de R$ 8 e são simples, mas bem gostosos. Tem um de peito de peru com alface e cream cheese que é uma delícia, e você pode escolher entre pão francês e integral.  

Mas isso tudo é detalhe: o que importa são as sobremesas. Especializada em bolos, o pedaço custa em torno de R$ 4,50 e é um tamanho bom – você mata a vontade sem ficar empanturrado. O bolo de bem-casado é uma delícia e o de dois mousses – chocolate branco e amargo – é sensacional. O único problema (pelo menos para mim) é que eles tendem a colocar chantilly, marshmallow e afins em tudo… mas paciência. Tem também sorvetes, com opções que vão de papaia e graviola (R$ 5 a bola) a Häagen-Dazs (módicos R$ 7 A BOLA! tá todo mundo louco). 

Pra fechar, tem vários tipos de cafés, desde o bom e velho espresso até drinks mirabolantes. O mais simples custa R$ 2,50. Ótimo lugar pra se esconder quando o emprego tá afetando os nervo.

Serviço
Andaluza Sobremesas Finas

R. Caconde, 132, Jardim Paulista, São Paulo – SP
Tel. 11-3057 1564

R. Dr. Alvaro Alvim, 153, Vila Mariana, São Paulo – SP
Tel. 11- 5539 7962
www.andaluza.com.br

Mari Tavares

Queridos leitores! Desculpas pelo sumiço, mas 2009 tá ai e vamo que vamo! Uma de nossas resoluções para este ano – é minha e do Jorge, mas o Jorge ainda não sabe – é atualizar este blog com mais frequência, mas lembrem-se que contribuições de leitores também são super bem vindas!

Enfim, indo ao que interessa, o primeiro post de 2009 é sobre um restaurante descoberto no fim do ano passado, mas que continua sendo um achado. É o Quitanda Gourmet, que ocupa o antigo Sacolão da Vila Madalena. Além de o sacolão ter dado lugar a uma quitanda de gente rica – todas as frutas são super arrumadinhas e, claro, mais caras que em outros lugares -, foi construído no segundo andar um restaurante muito fofo e com ótimo custo/benefício.

Só fui em fins de semana, por isso não sei se durante a semana é o mesmo esquema, mas de sábado e domingo o cardápio permite que você escolha entre pratos a la carte ou pratos japoneses, inclusive rodízio. Um teppan (é assim que escreve?!) de salmão e legumes custa R$ 28 e dá pra dividir. Entre os pratos, as massas custam em torno de R$ 18, e, apesar de serem porções individuais (não rola de dividir), são opções um pouco mais elaboradas, como talharim ao molho de funghi. Tem também opções de saladas e sanduíches.

No domingo tem café-da-manhã até as 13h30, cheio de frutas fresquinhas, docinhos e pães gostosos. Isso é outra vantagem: como logo no andar de baixo tem uma quitanda, os sucos e as frutas são muito frescas. O suco de tangerina custa R$ 4 e a água de coco, R$ 3.  Ah! E tem pastel também, grandes e com muuuuuuuuuuito recheio, vale super a pena. Não lembro exatamente quanto custa, mas deve ser uns R$ 4. 

O atendimento é bastante simpático, mas o melhor é fugir dos horários de pico porque a equipe é pequena e eles não dão conta… O público é sempre bem alternativo, misturando professores de yoga a turmas de amigos descolados.

UPDATE!: Ao contrário do que tinha escrito antes, as outras duas unidades do Quitanda – Pinheiros e Lapa – têm comidinha também. Inclusive a Bia já tinha escrito sobre o de Pinheiros! Sorry, Bia, comi bola! De qualquer forma, acho que as duas unidades têm serviços diferentes, então vale conhecer todos…

Serviço
Quitanda Gourmet – unidade Vila Madalena
R. Medeiros de Albuquerque, 352, Vila Madalena, São Paulo – SP
Tel. 11-3042 4662

Mari Tavares

Achei um lugar que podemos dividir em duas partes: um lado Subway e um lado Starbucks. Ou seja, o local é bem american new way of life.

O lado Subway deles é quando você entra na fila pra montar o seu próprio lanche, escolhendo os ingredientes na “vitrine”. Mas o plus do lugar são as opções! Molhos diferentes, incluindo um tal de wasabi dijonaise que é ótimo. Várias carnes com vários temperos, de rosbife a frango tandoori. Queijos diversos, de prato a brie. Legumes cozidos e grelhados. E verduras fresquinhas. Tem as opções prontas de sanduíches, mas escolher o que você quer é mais legal. Ah, sim… o pão é feito lá mesmo, num fornão a lenha, o que deixa o lugar com cheiro de padaria.

Um sanduíche básico (1 molho + 1 carne + 1 tipo de queijo + legumes + alface + tomate), dá pra uma pessoa com muita fome e custa R$ 17,90. Tem também só salada (muitas opções de folhas e complementos), que vem numa tigela IMENSA, por R$ 17,90 também.

Ok, não é muito pobre, já que esse preço não inclui bebida. Mas o lado Starbucks deles é: sabe todos os tipos de café americanos? Lattes, mochas, decafs, que não existem em tamanho pequeno? Tem tudo, e pela metado do preço da cadeia de café já citada. Um café simples sai por R$ 3,30. Todos os chás são Twinings (tem Darjeeling, meu novo amor), também por R$ 3,30. Muffins imensos, brownies, frutas e bolos de cenoura, todos na faixa de R$ 4,50. E o grande destaque vai pro waffle, bem quadrado, bem americano, por R$ 4,90. Breakfast only.

O lugar é bacana, a freqüência é bonita, o som ambiente é agradável. No almoço é lotado, de tarde é o meu novo refúgio para meus late lunchs. À noite, não sei. Talvez na unidade Itaim vire balada…

Serviço
NYC NYC Sandwich Bar (o povo lê “Níqui Níqui”)
Av. Eng. Luis Carlos Berrini, 1444, Brooklyn
Av. Juscelino Kubitschek, 165, Itaim Bibi
São Paulo – SP
www.nycnyc.com.br

Natalli Tami

Um dia desses eu encontrei uma superamiga e, conversa vai, conversa vem, falei pra ela sobre o nosso PobreTambémCome. Depois de amar essa idéia, sabe qual foi a primeira pergunta que ela fez? “E na ZN, que que tem de BomPraPobre?”. Essa pergunta me pegou de jeito, já que eu nasci, cresci e fui criada na ZN, mais especificamente no bairro do Limão (ou Kentuky, como diria o Fê!) e não sabia responder. Pensei cá com meus botões e me veio à cabeça o que de melhor meu bairro natal tem: a padaria A Lareira. Foi lá que eu passei a infância, junto com minha amiga Alessandra, engordando entre um pão recheado e um belo doce. Conhecia todo mundo, meu segundo lar – seria o primeiro, mas minha mãe não deixou!

Começou pequena, bem de bairro mesmo, e hoje é um império de sabores e delícias. O pão não tem o que dizer, é maravilhoso. Os doces – ai, Jesus! Lá tem de tudo o que a Galeria dos Pães tem, mas, acho eu, que é maior e não tem tantas dondocas assim! É térrea, tem um amplo espaço de mesas; balcão de doces, frios e para pedir lanches; mini-mercado; forno de pizza e é 24 horas. Se você trabalha por ali perto, vai lá pra Cachoeirinha ou quer descobrir o que que a ZN tem, passa lá. É padoca, meu, pra todos os bolsos, inclusive para os cheios de teias de aranha.

Enquanto isso, vou tentar lembrar o que mais tem na ZN para você… e pra mim também, porque a situação tá roxa!!!

Serviço
A Lareira
Av. Deputado Emílio Carlos, 718, Bairro do Limão, São Paulo – SP.
Tel. 11-6858 4400
www.alareira.ind.br

Cinthia Reis 

Um dos lugares mais bacanas para tomar uma cervejinha aqui em BH é o Pelicano Chopp. Lá vende chope (ah, jura?) e cerveja de garrafa (Skol sai R$ 3,70). Mas o mais bacana é o clima meio decadence-c’est-cool. Ele é de madeira, com um balcão à moda antiga. Nas paredes rolam umas fotos de famosos, tipo a Alcione com carinha meiga, o Chico Buarque, o José Lewgoy, a Adriana Calcanhotto fantasiada de Frida Kahlo… oi?

Eu e o Lê dividimos uma porção de bolinho de arroz bem honesta, depois chegaram dois amigos dele, o Hudson (xi, não sei se é assim que escreve) e a Ju, eles comeram um sanduíche com batata frita cada, e bebemos cerveja até empapuçar. Deu R$ 20 each. A trilha sonora é bem gostosinha e, para dar uma idéia da freqüência, tinha um Los Hermanos cover na mesa ao lado.

Obs.: o local era freqüentado pelo… Clube da Esquina. Juro, não tô zoando. Depois eu falo de outro lugar, pertinho, que também era freqüentado por eles!

Serviço
Pelicano Chopp
Av. Augusto de Lima, 245, Centro, Belo Horizonte – MG.
Tel. 31-3224 4292

Jorge Wakabara

Saca a situação: estava na terapia, falando exatamente da minha compulsão por comida pouco nutritiva e cara, e já pensando no almoço marcado nas proximidades de um Mc Donald’s. A terapia acabou, o almoço miou, e eu estava ali, no meio de Pinheiros, doida para atacar um Hamburguinho, ou até mesmo seguir a dica da Fafá e ir no Sinhá.

Após um raio de consciência, olhei do outro lado da rua e vi a deidade: Divino Bar e Grelhados. Embora eu freqüente semanalmente aquela área, esse era um lugar que nunca tinha me chamado a atenção. Mas, enfim, entrei e decidi provar.

Já de cara, um garçom passou e me ofereceu um prato de salada. Desconfiei, mas como eu ainda nem tinha olhado o cardápio, aceitei. Era um pratinho de sobremesa com alfaces picadas, rodelas de tomate, agrião e cenoura raladinha, tudo muito farto. Aquilo só podia ter um preço, mas fosse o que fosse, eu estava pagando.

O cardápio consistia em pratos do dia, pratos semanais mais baratos e lanches. Desrespeitando a terapeuta, pedi um sanduíche de pernil, que estava divino (hein, hein?). Bem servido, com bastante cebola, e o garçom ainda trouxe um molhinho inglês e uma pimentinha prá completar. De bebida, pedi um suco de abacaxi.

A conta deu R$ 11,20, e a salada era cortesia da casa. Ou seja, barato, simpático e gostoso.

Serviço
Divino Bar e Grelhados
Rua Dos Pinheiros, 953, Pinheiros, São Paulo – SP.
Tel. 11-3031 7265
www.divinobar.com.br

Bia Bonduki

Muito longe das loucurinhas da mulher-aranha paranaense pelas terras do Tio Sam*, em uma das ruas mais movimentadas do pacato bairro de Pinheiros, encontra-se uma das docerias mais tradicionais da cidade: a Côco, Cravo e Canela, paraíso para nós, pessoas que ignoram os efeitos da gordura trans, do glúten e das altas taxas de açúcar no organismo.

Então, para você, neurótico das calorias, NÃO LEIA MAIS O QUE VOU ESCREVER NAS PRÓXIMAS LINHAS COM O RISCO DE AUMENTO DE PESO SOMENTE COM O PASSAR DE OLHOS SOBRE ESSAS INFORMAÇÕES! A doceria é famosa por seus tradicionais doces, salgadinhos e pelos deliciosos croissants que derretem na boca. A Cõco é o lugar perfeito para se dar uma parada depois de uma tarde de compras na Fnac, ou uma parada após um almoço na Vila Madalena, ou mesmo antes de encher a cara no Real (o bar que fica logo ali, atravessando o cruzamento).

A variedade de doces é sensacional: bolos de morango, chocolate, crocante, floresta negra, torta holandesa, além de outras delícias de se lamber os beiços. Os meus favoritos e indispensáveis são a tradicional bomba de chocolate (também na versão Super Bomba – uma ótima dica de sobremesa pra se levar num almoço com amigos) e a torta mil folhas. É a única torta mil folhas de São Paulo que eu encaro, pois temos que admitir, os cariocas são craques em tortas mil folhas. Pronto, falei.

Os salgados também são deliciosos. Para quem é fã dos fritos, recomendo o croquete de carne, delicioso e no tamanho ideal. E recomendo saboreá-lo com mostarda, o que dará um toque spicy à iguaria. E se você estiver com um pouco mais de fome, pode experimentar um dos sanduíches naturais ou o delicioso Bauru no croissant, meu almoço de alguns anos atrás, nos meus tempos de livreiro.

Pra quem gosta de um café (o que não é meu caso, já que eu só vou a cafés para estar com os amigos), o lugar garante um expresso de ótima qualidade a um preço honesto. A propósito, os preços são ótimos: doces a R$ 4, salgados a R$ 2,50 e o café a R$ 1,50 (preços sujeitos a alteração!). Doces e salgados especiais, preço sob consulta.

De qualquer forma, o simpático dono do estabelecimento irá recebê-lo sempre com simpatia e o lugar aceita encomendas.

Serviço
Côco, cravo e canela
R. Cardeal Arcoverde, 1942, esquina da Simão Álvares, Pinheiros, São Paulo – SP.
Tel. 11-3032 9505

João Marcelo

NOTA DO EDITOR: A COXINHA! A COXINHA DO CÔCO, CRAVO E CANELA! AI, MEU DEUS! MORRI DE CATAPORA SÓ DE PENSAR NA COXINHA!

* Saca a Sônia Braga?

Vila Madalena hoje virou sinônimo de bares lotados, trânsito, chopp caro e pessoas com estilo duvidoso, certo? E o que preconceituosamente chamamos de “moemização” da Vila Madalena é um fenômeno irreversível que já dominou as principais imediações do bairro, certo? Errado. Num dos poucos espaços ainda não explorados do bairro, existe o simpático e discreto Sabiá.

Eu sinceramente já estava cansado de todas as opções que apareciam. O mesmo chopp, o mesmo papo, a mesma decoração e a mesma cortina de fumaça engordurada de picanha na chapa. Picanha é bom, eu concordo. Mas não há nada mais desagradável que ficar com o cabelo cheirando a picanha na chapa. Nada mais deselegante, na minha opinião.

O grande barato do Sabiá é o ambiente clean (não há nem letreiro na porta) sem ser despojado-pretensioso-chic. É simplão mesmo: mesas de madeira com toalhas brancas, paredes brancas, piso avermelhado e portas e janelas de vidro grandonas. O que contrasta com seu público, sempre bem eclético, que varia das patricinhas perdidas ao povo do samba (que estava presente da última vez que estive lá). É o lugar pra levar o date, o pessoal do trabalho, os amigos antenados e até mesmo seus pais num sábado à tarde.

O cardápio é recheado de comidas bacanas e simples. Comida de botequim de verdade. Porções de moela, língua, além dos tradicionais pratos como a feijoada e a vaca atolada (carne saborosa num caldo suculento, arroz e couve refogada). Optamos pelos sanduíches, todos no pão francês, que além de deliciosos, possuem um preço sensacional. Destaque para o sanduíche de bife à milanesa com salada de agrião e tomate. Com R$ 20 você consegue comer bem e ainda tomar dois chopps bem gelados. o que significa que com os outros R$ 20 você pode ficar a vontade para experimentar um outro drinque ou a deliciosa empadinha (nas versões camarão e palmito) que saem por R$ 3,50 cada.

O Sabiá já virou minha opção de boteco-com-chopp da Vila. Tenho ainda muito o que explorar no cardápio (e acreditem, vai demorar um certo tempo devido a variedade de opções). Se pá, cola lá.

Serviço
Sabiá
Rua Purpurina, 370, Vila Madalena, São Paulo – SP.
Tel. 11-3816 1872/4508 3554
Aceitam dinheiro, Visa, Mastercard

João Marcelo

O título diz tudo.

Ok, vou falar mais: fui na unidade Jardins, ali na Padre João Manuel, pouco mais acima da Tietê, esquina com a José Maria Lisboa. Mas acabei de descobrir que é da mesma família dona da padaria Barcelona, que fica lá em Higienópolis, famosíssima. Sabe quando tudo o que está exposto tem uma cara ótima, recém-feito, nada de ontem? Pães, doces, bolos, ciabatas, roscas, sanduíches… quando vi, furei minha dieta!

Tomei um late brunch (existe? se não existe, inventei agora: sem almoço às 3 da tarde), com direito a chás, sanduba com muito recheio num pão delicioso e, pra arrematar, mousse de chocolate. Não chegou a R$ 20. A unidade Jardins tem um mezanino com terraço pra sentar tranquilamente, comer e ser bem atendido, longe da muvuca da padaria. Bom pra fim de tarde e manhãs preguiçosas. Assim como comprar o seu café da manhã completo e levar pra casa. Ou pra deixar aquela festinha mais chique.

Serviço
Benjamin Abrahão – Mundo dos Pães
Rua José Maria Lisboa, 1397, Jardins, São Paulo – SP.
Tel. 11-3061 4004

Padaria Barcelona
Rua Maranhão, 220, Higienópolis, São Paulo – SP.
Tel. 11-3258 1855

www.benjaminabrahao.com.br

Natalli Tami