Posts Tagged ‘queijo’

Dica para dia que cai pagamento e você está afim de dizer “eu mereço comer bem” – porque antes de tudo, queridos leitores, nós mesmos, já diria Dra Vodca. Para comemorar os 20 anos do bistrô Charlô, o chef preparou dois menus com as 16 melhores receitas de todos os tempos. De 04 de julho a 30 de agosto, pratos que fizeram sucesso nos anos 90. Em setembro e outubro, os destaques do ano 2000. 

Tá, não é barato (mas abaixo tem o que foi selecionado e os preços), mas vale a pena. Não sei se tem ainda, mas quando eu trabalhava na RG (Há dois anos, já, gente?! Credo…), o restô tinha um cardápio mais barato para o almoço, tipo uns R$ 40… e valia muito a pena. O ambiente, o atendimento… essas coisas de gente fiiiiiiiina!

Olha aí:
Menu anos 90
Salada de pato com brie e pinollis, R$ 24
Pudim de queijo meia cura, R$ 22
Penne com endívias, presunto cru e tomate seco, R$ 34
Camarão com molho gruyère e risoto de espinafre, R$ 80
Vitela recheada com alecrim e damasco, R$ 36
Folhado de coco, R$ 16
Pêra recheada com chocolate e pistache, R$ 14

Menu anos 2000
Gaspacho com guacamole, R$ 24
Rolinho de atum e wasabi, R$ 25
Magret de pato com molho de jabuticaba, R$ 43
Robalo com crosta de castanha do Pará e arroz créole, R$ 52
Medalhão com molho de três pimentas e batata dauphine, R$ 39
Zabaglione ao champagne, R$ 16
Tarte Tatin de manga e gengibre, R$ 16

Serviço
Bistrô Charlô
Rua Barão de Capanema, 440, Jardins, São Paulo – SP.
Tel. 11-3082 5553

Maíra Goldschmidt

Anúncios

Achei um lugar que podemos dividir em duas partes: um lado Subway e um lado Starbucks. Ou seja, o local é bem american new way of life.

O lado Subway deles é quando você entra na fila pra montar o seu próprio lanche, escolhendo os ingredientes na “vitrine”. Mas o plus do lugar são as opções! Molhos diferentes, incluindo um tal de wasabi dijonaise que é ótimo. Várias carnes com vários temperos, de rosbife a frango tandoori. Queijos diversos, de prato a brie. Legumes cozidos e grelhados. E verduras fresquinhas. Tem as opções prontas de sanduíches, mas escolher o que você quer é mais legal. Ah, sim… o pão é feito lá mesmo, num fornão a lenha, o que deixa o lugar com cheiro de padaria.

Um sanduíche básico (1 molho + 1 carne + 1 tipo de queijo + legumes + alface + tomate), dá pra uma pessoa com muita fome e custa R$ 17,90. Tem também só salada (muitas opções de folhas e complementos), que vem numa tigela IMENSA, por R$ 17,90 também.

Ok, não é muito pobre, já que esse preço não inclui bebida. Mas o lado Starbucks deles é: sabe todos os tipos de café americanos? Lattes, mochas, decafs, que não existem em tamanho pequeno? Tem tudo, e pela metado do preço da cadeia de café já citada. Um café simples sai por R$ 3,30. Todos os chás são Twinings (tem Darjeeling, meu novo amor), também por R$ 3,30. Muffins imensos, brownies, frutas e bolos de cenoura, todos na faixa de R$ 4,50. E o grande destaque vai pro waffle, bem quadrado, bem americano, por R$ 4,90. Breakfast only.

O lugar é bacana, a freqüência é bonita, o som ambiente é agradável. No almoço é lotado, de tarde é o meu novo refúgio para meus late lunchs. À noite, não sei. Talvez na unidade Itaim vire balada…

Serviço
NYC NYC Sandwich Bar (o povo lê “Níqui Níqui”)
Av. Eng. Luis Carlos Berrini, 1444, Brooklyn
Av. Juscelino Kubitschek, 165, Itaim Bibi
São Paulo – SP
www.nycnyc.com.br

Natalli Tami

Acordou com uma vontade louca de comer empanadas chilenas ao som de I will always love you em ritmo de salsa? Não se desespere, PobreTambémCome tem a solução: corre lá no El Guatón (ou, para os íntimos, só “chileno”).  

Quem ia fazer esse texto era o Heitor, mas a pessoa tá demorando DEMAIS, então eu assumi a tarefa. O Chileno é famoso pelas empanadas, muito gostosas, com uma massa ótima e bastante recheio. As que são assadas custam R$ 4 e tem sabores como carne (a mais famosa), queijo, pizza, calabresa e mais uns três ou quatro. A de mariscos é um pouco mais cara, custa R$ 6. Também tem a versão frita, mas só em três opções: queijo e carne (R$ 4 cada) ou camarão com queijo (R$ 6). O único defeito é que não tem empanada de carne seca, quesito no qual o bar Empanadas ganha (aliás, pra mim, o único quesito… o Chileno num tem a muvuca nem a fila de espera do Empanadas, acho a comida mais gostosa e se duvidar até mais barata).

Se a fome for maior, no cardápio tem um monte de prato, todos tipicamente chilenos, de preços que vão dos R$ 20 aos R$ 60! Tem ceviche, congrio (um tipo de peixe), feijão e milho nas mais variadas formas, e até ostra pra comer com limãozinho! De sobremesa, pudim de leite ou uma torta de massa folhada com recheio de doce de leite (não sei o preço, se alguém souber…). Pra beber, cerveja (a Serra Malte custa R$ 6), tequila, caipirinha, suco, refrigerante e por aí vai…

E a trilha sonora?! Ah, a trilha sonora… Impagável. O som vai de Macarena a Feelings versão caribenha em segundos. O dono também é uma figurinha: um senhor baixinho, gordinho e de óculos fundo de garrafa, em geral de bom humor. Aliás, o nome do bar é uma homenagem à sua forma física: ‘el guatón’ é tipo um apelido para uma pessoa barriguda.     

Ah! E aceita VR!

Serviço
El Guatón
R. Artur de Azevedo, 906, Pinheiros, São Paulo – SP
Tel. 11-3085 9466     

Mari Tavares

Você já foi numa cantina TOMBADA COMO PATRIMÔNIO CULTURAL? Pois bem. Eu fui. O Lê me levou na Cantina do Lucas, que já foi inclusive um dos points do Clube da Esquina – fica pertinho do Pelicano Chopp. O local é super simpático: fica dentro de uma galeria no Centro e tem garrafas penduradas no teto, cartazes de peças de teatro – que provavelmente o restaurante apóia – etc.

Apesar de ser uma cantina, a gente acabou comendo o Filé Olímpio, que consiste em filé fatiado, brócolis, molho da casa, arroz com açafrão e champignon (substituímos pelo arroz a piamontesa, com queijo) e batata palha (que substituímos por um tipo de batata assada). Com refri, deu menos de R$ 20 para cada um! O prato dá para dividir por dois tranquilo.

Serviço
Cantina do Lucas
Av. Augusto de Lima, 233, lá dentro, Centro, Belo Horizonte – MG.
Tel. 31-3226 7153

Jorge Wakabara

O baião de dois teoricamente não se chama assim por ser para duas pessoas, mas porque ele é feito com arroz e feijão. Heim, heim? Sacou?

Ontem eu, Mari e Ana Laura fomos para o Biu, que costumava ser o POINT da TCHURMA lááá pelos idos de 2002… A mulher do Biu, a Edi, é uma cozinheira de mão cheia. É simplesmente umas das coisas mais gostosas que eu já comi.

Vai queijo, carne de sol, abóbora, coentro… tudo bem misturadão. Mas o + interessante é reparar na progressão geométrica embutida no cardápio.
Lá no Biu, decidiu-se que, além do baião de dois, existe… o baião de um, o baião de três, o baião de quatro, o baião de cinco… até o baião de nove, que eu me lembre.

Por enquanto, tudo parece muito simples. Você vai me dizer: “chama assim porque o baião de um é para uma pessoa, o baião de dois é para duas…” Ah, você acha? Pois saiba: no Biu o baião de dois dá para três, o baião de três dá para cinco. É o milagre da multiplicação. A Ana diz que isso se deve à farinha (q?).

Bom, para quem já conhece o Biu, saiba: o baião de dois costumava ser bem maior. Tá menorzinho… mas ainda dá para três sim. Com carne de sol – que é o original e mais gostoso mesmo – custa R$ 35. E para os vegetarianos de plantão: tem baião de dois vegetariano, pelo mesmo preço. Só acho meio tonto: o gostoso do baião é que vem carne junto – eu ficaria com a salada, mesmo…

Serviço
Bar do Biu
R. Cardeal Arcoverde, 776, Pinheiros, São Paulo – SP.
Tel. 11-3081 6739

Jorge Wakabara

Olha, pode parecer estranho, mas a dica é boa e barata. Existe uma rua na Vila Buarque (já deve ser Santa Cecília, mas eu só falo Vila Buarque!) chamada Canuto do Val. O quarteirão entre a Fortunato e a Dona Veridiana é dominado pela empresária Lilian Gonçalves (na minissérie global JK foi a Mariana Ximenez que fez o papel dela, tá meu bem?). Lá, tem uns trocentos bares e restaurantes que são dela. Uns estranhos… outros nem tanto. Até calçada da fama ela quer fazer…

Bem na esquina da Fortunato, fica o Frango com Tudo (era para ser Frango com Tudo Dentro, por causa da novela do Falabela, mas acho que a Globo não deixou). O ambiente é simples, mas ninguém pode dizer que não teve o layout bem cuidado. O teto é um poleiro, com madeira e tela de metal, o apoio para o balde de gelo lembra um galo, o jogo americano (tinha acabado da última vez em que fui, mas talvez volte) tem fotos da dona com celebridades como a Hebe, Pelé, Chacrinha etc., bem anos 80 – uns cabelos ótimos! – e não precisa gritar, esticar o braço ou se abanar para chamar a garçonete: tem um sensor na mesa que, ao ser acionado, joga o seu número num visor digital no meio do restaurante. Muito tecnológico! E, melhor, o serviço é excelente. As funcionárias estão sempre sorrindo, dá até inveja! A chefe também fica de olho em tudo – até já vi uma discussão dela com o marronzinho da CET que queria multar um cliente!

Os pratos, como o nome indica, são com frango. Todos são bem servidos. Dá para comer muito e gastar pouco. O “filé com tudo” (filé de frango alto, grelhado ao molho de queijo e batatas noisetes) é meu preferido e serve bem duas pessoas (gastei R$ 20, com suco de laranja). O “frango tem tudo”, especialidade da casa, serve até quatro pessoas, e está em promoção: R$ 24,90. É só pedir uma porção de arroz e pronto! O tempero é forte, mas não incomoda (e olha que sou muito fresca com isso). Além disso, não pesa no estômago.

Pode ir lá e jantar que você não vai passar mal à noite. Fecha por volta das 2h, então costumo ir em semana de fechamento para tomar um caldinho por R$ 5. O de feijão com espaguete é ótimo e tem uma sopa vegetariana também muito gostosa!

Como tem mesas na calçada, todo dia, o dia inteiro, tem gente lá tomando uma cervejinha (abre antes do meio-dia!). Bom, se alguém se empolgar, liga para mim? Moro do lado e vou adorar dar uma de anfitriã do bairro!

Serviço
Frango com Tudo
R. Canuto do Val, 115, Sta. Cecília, São Paulo – SP.
Tel. 11-3338 2525
www.biroska.com.br/frango (tem até site, gente!!!!!!)

Maíra Goldschmidt

Bato o pé e compro a briga. É preconceito quem diz que a Galeria dos Pães é cara! Ela tem pinta de cara e é frequentada pelas pessoas mais mal-educadas do planeta, do tipo que não sabe nem dizer “obrigada”. Mas releve, porque vale a pena. 
 
Pra quem não conhece, a Galeria dos Pães é uma megapadaria 24 horas com três ambientes. No andar de cima rola o buffet de café da manhã, almoço (só durante a semana), chá da tarde e, das 18h as 5h, a sopa da noite. No inverno é fantástico se encher de sopa lá. De fim de semana, o brunch também é bem gostoso. Você paga R$ 18,50 e come à vontade – vale a pena ir com calma, chegar cedo e ir comendo aos poucos, devagar e sempre, pra fazer valer seu dinheiro. Até porque eles vão renovando as opções, então de repente chega bomba de chocolate, ai depois vem mini-sonho e por aí vai.
 
No andar de baixo, logo na entrada, tem um espaço enorme que é a padaria propriamente dita. Tem milhões de tipos de queijos e frios, pães, biscoitos, leite – coisas típicas de padaria. Como, de fato, a Galeria é um pouco mais chique, tem uma adega – é legal ficar passeando lá de vez em quando, só babando…
 
E aí, senhoras e senhores, chegamos na lanchonete. É lá que a mágica acontece. E é lá também que o nome do recinto se justifica: todos os sanduíches têm nome de artistas, como Goya e Rodin, o que faz dessa padaria uma “galeria”… Os sanduíches são grandes e gordos, alimentam bem, e costumam custar entre R$ 10 e 15. Agora, o maior argumento pra provar que a Galeria não é cara são as coisas mais bobas, como pão na chapa e café com leite. O Toddy gelado de lá é um dos melhores que existem. Junto com um croissant na chapa com requeijão, desembolsa-se uns R$ 5. Importante lembrar que é garantia de coisa boa, não aquelas padarias que você vê que o pão é velho, a chapa está nojenta de tão suja e a manteiga é gordura em forma pura. Entre os doces, o pão de chocolate é uma delícia, com recheio farto, e custa R$ 2,50. Só fuja de umas tortinhas em formas geométricas que ficam expostas junto com os pães: elas são extremamente enjoativas e com uma consistência meio estranha…
 
Então põe seu pé lá dentro sem medo de ser feliz!
 
Serviço     
Galeria dos Pães
R. Estados Unidos, 1645, Jardim América, São Paulo – SP.
Tel. 11-3064 5900
http://www.galeriadospaes.com.br
 
Mari Tavares