Posts Tagged ‘japonês’

Eu vivo falando desse tal predinho da Liberdade e nunca entrego o ouro, né? Eu sei, eu sou péssimo. Vou tentar falar dos restaurantes que a gente vai lá aos poucos – o primeiro é o nosso preferido, o Mugui.

Você pensa que se você for para o Japão vai comer sushi o dia inteiro? Pare de se iludir: sushi é comida de rico por lá. Só para ocasiões especiais. O Mugui é especializado em outra coisa que faz mais parte do dia-a-dia dos “toquianos” (ou toquienses, ou toquiocas?). Lá tem todo tipo de macarrão japonês: udon, soba, yakissoba… Tudo uma delícia, em média por R$ 15 (os mais caprichados, tipo os que tem tempurá, saem por um pouco mais). Como eles são grandes, tem alguns que eles fazem uma versão “pequena”, por R$ 10. Delicioso: o legítimo kare rice! Huuummm, com cara de casa de batchan (vó em japonês) – R$ 13.

E a gente confessa: eu e a Mo adoramos a caipirinha de pinga do Mugui, que custa, sei lá… R$ 4! É ridículo, o preço! Fui ontem com a minha mãe e sentamos no balcão – tava lotadão na hora do almoço. Foi divertido, me senti no Japão. As pessoas devem comer muito no balcão lá em Tóquio, né, já que é tudo apertadinho…

Serviço
Mugui
R. da Gloria, 111, 1o andar, Liberdade, São Paulo – SP.

Jorge Wakabara

Anúncios

Podem me chamar de bairrista, porque só mando dicas de baratex da Vila da Saúde. Mas como não contar que lá na Luís Góes, uma famosa rua da região, tem um Hortifruti maravilhoso que tem uma lanchonete espetacular com um monte de coisas baratas e deliciosas?!

A minha dica é a esfiha de carne que é a melhor que eu já comi na vida e olha que de comida eu entendo. Tem também o suco naturalíssimo [jarra] de acerola que é uma delícia e serve 3 copos. Os dois saem por menos de R$ 5. Mas se vc quiser uma coisa com mais “sustança”, tem um japa que faz comida de japa que é muito bom, né? Um combinado individual custa R$ 16 e os peixes são super frescos.

E por falar em frescos: as frutas, verduras e legumes desse Hortifruti são incríveis de bonitas e suculentas, mas o preço é um pouco mais caro que nos outros lugares. Também pudera, lá eles vendem qualidade e saúde. Vale a pena comprar a uva sem semente, que sai mais ou menos por R$ 6 o saquinho. O preço é salgado mas o sabor, você nem acredita!!

Lado ruim do lugar: vive cheio, mas eles acabaram de ampliar o estacionamento e se a lanchonete estiver lotada, pode sentar e esperar que o seu combinado vai demorar um pouquinho. Mas vale a pena! O consolo é a geladeira de Melona que tem no caixa, com vários sabores de Melona!! [Nota do editor: é aquele sorvete japonês, de melão, banana…]

Então, se você estiver indo ao Shopping Santa Cruz ou para a praia, dá uma passadinha lá e aproveita para comprovar essas delícias que lhe indico. Da Imigrantes, você sobe a Luís Góes e o Hortifruti Sabor é na altura do número 200.

Hummm, acho que eu vou almoçar lá hoje!

Cinthia Reis

+ um colaborador – BEM SUCINTO. Gente, porque esse povo insiste em publicidade? Jornalismo é muito mais legal. Segue o primeiro textinho do Caju!

Sushi Kiyo, japonês tradiça escondido na R. Tutóia. Sempre tem famílias e executivos japoneses almoçando. O q liga é pedir o Teishoku, q é o PF deles. Vem muita coisa e a dica é cada um pedir um Teishoku de cada (tempurá, sushi…) pra todo mundo dividir. Pra qualidade da comida – o corte do peixe é muito bom – sai barato, uns R$30, bem menos que um rodízio decente. No frio, peça o Tempurá Udon, que é delicioso e mais barato. Manobrista na faixa.

Serviço
Sushi Kiyo
Rua Tutóia, 223, Paraíso, São Paulo – SP.
Tel. 11-3887 9148
www.sushi-kiyo.com.br

Guilherme Nóbrega

O Henrique é meu amigo de infância e uma das pessoas mais engraçadas que eu já conheci. Aí fui pedir uma dica para ele aqui para o blog e ele me responde com uma MEGADICA. Talvez a melhor que a gente já publicou até agora – se bem que essa aqui debaixo do Frango com Tudo tá competindo super.

Na Cunha Gago, bem perto do Japodrão, existem duas lojas tipo-Liberdade, de produtos japoneses. A Gaivota, que é a maior, funciona até as 19h.

Nas palavras do próprio Henrique:
“Eles vendem bandejas de sushi – sushi, se não é consumido no dia, estraga. Daí que se você vai 18h50 lá e começa a enrolar até eles fecharem a porta com você lá dentro, e você passar no caixa nessa hora, eles vão te oferecer bandeja de sushi de graça – porque não podem deixar para o dia seguinte. E você faz cara de ingênuo, tipo, oi, ah sim, adoraria levar uma bandeja de sushi“.

COMO ASSIM, NÉ?! Parece mentira. Mas eu confio no Henrique. Vamos testar? Quem topa?!

Obs.: Henrique manda lembrar que o sorvete Melona, aquele de melão que faz o maior sucesso na Liberdade, é mais barato na outra venda, sem ser a Gaivota – fica na frente, é menorzinha. Lá, está R$ 3,20. Na Liberdade é R$ 3,50.

Serviço
Gaivota e a outra lojinha de produtos japoneses
R. Cunha Gago, perto da Preçolandia, entre a Teodoro Sampaio e a Cardeal Arcoverde, Pinheiros, São Paulo – SP.

Jorge Wakabara

Havia um restaurante que costumava ser a salvação dos nossos amigos nos fins de noite. Aliás: havia, não. Ainda há. O problema é que ele morreu em nossos corações.

O Inazuma era aquele rodízio de sushi barato, bem-servido e delicioso de todas as horas, que você ia para conversar, chorar o fim de um namoro, reencontrar um amigo ou só dar uma abastecida entre bares. Por R$ 21 se comia suficientemente bem, e até os mais ogros saíam satisfeitos. E o melhor: eles não faziam restrição nas repetições.

Como tudo que é bom dura pouco, dia desses eu quis afogar minhas incertezas pós-terapia em um cone de temaki, e saí de lá com uma decepção. O tempero havia mudado, os sushis estavam nadando em maionese e cream cheese, e o peixe não estava lá tão fresco. Ouvi a garçonete contar para a mesa ao lado que os cozinheiros e sushimen haviam mudado, e por isso a diferença. E, como um golpe do destino, o nosso “Japodrão” (o apelido que ele ganhou) agora realmente merecia o título.

Rapidamente, arrumamos um substituto à altura. E o melhor: com filiais! O Matsuya tem seis endereços em São Paulo, e o preço do rodízio é quase igual: R$ 22,90 no almoço ou nas noites de segunda a quinta, R$ 24,90 no fim-de-semana. A única diferença é que eles não incluem o shimeji no rodízio, mas a gente consegue viver sem isso!

E se alguém souber de alguma mudança no Inazuma, nos avise: nosso coração não se desapega fácil assim.

Serviço
Matsuya Sushi 

Aclimação
Rua Colônia da Glória, 583
Vila Mariana
Rua Leandro Dupré, 848
Morumbi
Rua Henri Dunant, 367
Sumaré
Rua Bruxelas, 99
Moema
Avenida dos Imarés, 457

Tudo São Paulo – SP!

Bia Bonduki

Eu MORRO de medo de restaurante buffet que diz que é de “comida japonesa e chinesa”. Porque, calma lá, isso não existe, né? Ou você faz comida japonesa, ou você faz comida chinesa. A mesma cozinha vai fazer pratos com temperos tão diversos? É a mesma coisa que o ocidental falar “ah, japonês e chinês é tudo igual”. OK – EU SEI QUE VOCÊ TAMBÉM ACHA ISSO, mas não confesse.

Bom, disse tudo isso para concluir que existe um lugar específico que eu respeito, mesmo que eles façam um mix enlouquecedor-bizarro. Lembra da Itikiri Itiriki Bakery? Pois eles tem um restaurante também, ali pertinho, o Itikiri Itiriki… Grill, ou Restaurante, ou qualquer coisa assim – eles não se decidem, em cada lugar tá escrito de um jeito hahaha!

Lá no Itikiri Itiriki a variedade é gigantesca. Eu acho os sushis honestos (apesar de ter receio de comer sushi em buffet) e os pratos quentes BEM gostosos – tem frango com laranja, yakissoba, tofu frito… Acho que os pratos devem mudar de acordo com o dia. O preço do quilo não é muito barato – R$ 27,90 – mas acaba valendo a pena, sim – o meu prato, eu que sou ogro, deu R$ 15.

Obs.: eles vendem temaki avulso por R$ 7. Não experimentei, então não sei se é bom.

Serviço
Itikiri Itiriki qualquer-coisa
Praça da Liberdade, 159 – saindo do metrô, é quase do lado do Banco Bradesco.
Tel. 11-3341 7528

Jorge Wakabara

Peixe cru – o site
Tem muita informação, é bem interessante – apesar de poucas dicas de restaurantes, eles tem seção do tipo “como comer sushi”. Megalegal!

Peixe cru – o blog
Links, dicas de restaurantes… mas não tem os preços! Os PobresQueTambémComem protestam!

Outra dica da Monayna: para quem gostou da idéia do Via Augusta Natural mas prefere comida oriental do que vegetariana, pode encontrar com seus amigos modernetes no Gohan. Ele é superfreqüentado pelo povo que MEXE COM MODA. Ui!

Funciona por quilo, com um ambiente bem agradável. Tem sushis, salada, pratos quentes e missoshiro de graça, tudo bem gostoso. O legal é ir no almoço, de dia de semana mesmo. Gastei bem menos de R$ 20 quando eu fui. E olha, eu sou bem preconceituoso com sushi de buffet, mas esse tava tão bonitinho e fresquinho que não resisti. Tem que chegar cedo, viu, porque lá pela 13h30, 14h, você chega e é um esquema do tipo “Quê? Alface? Já acabou”.

Dá para ir com a firma, com amigos, até com família – já com peguete eu não sei… se você não tiver preconceito em ir com peguete no buffet, é sossegadíssimo. Eu não teria, a menos que eu me tocasse que o peguete é cheio de frescura. Mas aí eu já dispensaria o peguete – enfim!

Serviço
Gohan
R. Augusta, 2542, Jardins, São Paulo – SP.
Tel: 11-3083 2176

Ufa, primeira sugestão no bairro da Liberdade! Eu, um legítimo sansei, tava morrendo de vergonha de não ter dado nenhuma dica de japonês. Maíra Goldschmidt, essa coisa linda e pequenininha, sugere o Nandemoya – que eu ia com a minha tia há muuuito tempo, mas pelo visto ela garante que continua bom!

Aos domingos, o Nandemoya (Rua Américo de Campos, 09, na Liberdade) é ótimo. Com R$ 16 ou R$ 17 come-se bem. Como o bairro indica, é restaurante japa. É um bandejão de sushis, sashimis, yakissoba, bifun, hot-roll (amo!) e até batata frita smile (afinal, tem gosto para tudo). Como sempre está cheio, o peixe fica fresco – pode comer sem nojo. O público varia de famílias caretas tradicionais a um povo moderno (desses que vão depois assistir a alguma coisa no Espaço Unibanco ou tomar um café na Fnac -hahaha). Fica aberto a semana inteira (até 15h30, se não me engano), mas domingo é mais legal.

Tá, eu não confio muito nessa coisa de sashimi de bandejão, mas prometo que vou tentar e digo o que achei. E quem tiver ido pode se manifestar pelos comentários também!

Serviço
Nandemoya 
R. Américo de Campos, 9, Liberdade, São Paulo – SP.
Tel. 11-3208 8604