Posts Tagged ‘chutney’

Manual PobreTambémCome de boas maneiras: evite ir a restaurantes vegetarianos e/ou veganos (principalmente este último) com vestuário ou acessórios feitos a partir de animais (couro, pena, lã e por aí vai). Você pode atrair atenções indesejadas. Em caso de dúvida, pergunte ao Jorge que ele explica melhor.

O what not to wear acima foi baseado em fatos reais. O restaurante em questão era o Satya Mandir Bistrô, que ocupa uma casinha simpática na Alameda Franca, lá pra baixo, perdida no meio de um monte de prédios residenciais.

Na verdade, o lugar é uma escola de yoga que acabou adaptando um espaçozinho (‘zinho’ mesmo, gente, o espaço do bistrô é bem pequeno) pra montar um restaurante. Sei que funciona durante a semana, mas não sei os horários e nem os esquemas de comida. De sábado, o almoço é do meio-dia até às 15h e tem um prato do dia, pelo qual você paga R$ 15, que dá direito também a uma saladinha. Como o lugar é vegano, é tudo sem carne nem nada de origem animal, e parece que é política do chef da casa também fugir da soja. No dia em que fomos lá, o prato era arroz integral com chutney de manga, purê de mandioca com milho e lentilha. Além de gostosa, a comida tava extremamente cheirosa!

Os sucos são uma delícia, com combinações inusitadas, como maracujá com gengibre. Também tem docinhos: tortinha de maçã ou banana, bolo de fibras com frutas secas, chocolate vegan. E as coisas têm sabor, num é insosso como em vários outros restaurantes vegetebas por ai… No fim das contas, você paga R$ 25 por salada, prato principal, bebida e sobremesa. Ah! E ganha também um convite pra fazer uma aula experimental de yoga de grátis!

Serviço
Satya Mandir Bistrô
Al. Franca, 444, Jardim Paulista, São Paulo – SP.
Tel. 11-3284 7961
http://www.satyamandiryoga.com.br

Mari Tavares

Anúncios

Eu não me considero nada saudável – e a Mari também não, tenho certeza. Mas tem uma coisa que o PobreTambémCome a-do-ra: restaurante vegetariano. Eles nunca são muito caros e quase sempre são gostosos.

A dica agora é o Maha Mantra, que eu sei que a Ivi também gosta e recomenda. O nome é hindu (a comida tem umas coisas à la indiana, também) mas o restaurante não é hare krishna. O buffet tem preço fechado (oba, dá pra repetir!!) e rolam os sucos diferentões no cardápio muito gostosos – pode pedir os esquisitinhos sem medo, tipo os com gengibre, clorofila etc.

Recomendo os chutneys, sempre tem chutney de alguma coisa. São bem apimentados – se você for muito sensível, cuidado. O pão geralmente é bem gostoso, também. E se você não gosta de salada, passe longe: as opções de prato quente são poucas, apesar de boas. E se você for vegano, se joga que tem opções especiais nos pratos pra você.

Obs.: eu, megaburro, esqueci o preço do buffet. Alguém lembra? Se ninguém lembrar eu ligo lá na segunda e pergunto.

Serviço
Maha Mantra
R. Fradique Coutinho, 766, Vila Madalena, São Paulo – SP.
Tel. 11-3032 2560
www.mahamantra.com.br

Jorge Wakabara

A Antonia (que é estagiária aqui do Chic e nas horas vagas é hostess – TÁ?) me lembrou e eu adorei a lembrança: o Sesc Pinheiros é um dos lugares mais civilizados de São Paulo. Limpo, com atrações gratuitas ótimas, com gente de tudo quanto é tipo, e as atrações que são pagas tem um preço superacessível.

Outra coisa acessível por lá é a Comedoria, o restaurante do Sesc. Tá, o nome é meio estranho mas tem o seu charme. Funciona em serviço de buffet com porções de preço fixo. Os pratos sempre tem algo de diferente, seja por serem tipicamente brasileiros, ou por terem ingredientes um pouco mais exóticos (tipo damasco, moyashi etc.). Mas o melhor é que fica superbaratinho: você consegue comer por R$ 15, fácil fácil.

O cardápio vai variando a cada dia. No sábado, 08.03, vai ter frango assado ao chutney de papaia – huuuum, FINO. E também vai ter feijão de capataz, com carne seca, lombo suíno, lingüiça paio, mandioca, feijão preto. Delícia. E vai ter show da Fernanda Takai lá no fim-de-semana, vamos?!

Serviço
Comedoria do Sesc Pinheiros
R. Paes Leme, 195, Pinheiros, São Paulo – SP.
Tel. 11-3095 9400
www.sescsp.org.br

Jorge Wakabara