Archive for the ‘Jardins’ Category

Manual PobreTambémCome de boas maneiras: evite ir a restaurantes vegetarianos e/ou veganos (principalmente este último) com vestuário ou acessórios feitos a partir de animais (couro, pena, lã e por aí vai). Você pode atrair atenções indesejadas. Em caso de dúvida, pergunte ao Jorge que ele explica melhor.

O what not to wear acima foi baseado em fatos reais. O restaurante em questão era o Satya Mandir Bistrô, que ocupa uma casinha simpática na Alameda Franca, lá pra baixo, perdida no meio de um monte de prédios residenciais.

Na verdade, o lugar é uma escola de yoga que acabou adaptando um espaçozinho (‘zinho’ mesmo, gente, o espaço do bistrô é bem pequeno) pra montar um restaurante. Sei que funciona durante a semana, mas não sei os horários e nem os esquemas de comida. De sábado, o almoço é do meio-dia até às 15h e tem um prato do dia, pelo qual você paga R$ 15, que dá direito também a uma saladinha. Como o lugar é vegano, é tudo sem carne nem nada de origem animal, e parece que é política do chef da casa também fugir da soja. No dia em que fomos lá, o prato era arroz integral com chutney de manga, purê de mandioca com milho e lentilha. Além de gostosa, a comida tava extremamente cheirosa!

Os sucos são uma delícia, com combinações inusitadas, como maracujá com gengibre. Também tem docinhos: tortinha de maçã ou banana, bolo de fibras com frutas secas, chocolate vegan. E as coisas têm sabor, num é insosso como em vários outros restaurantes vegetebas por ai… No fim das contas, você paga R$ 25 por salada, prato principal, bebida e sobremesa. Ah! E ganha também um convite pra fazer uma aula experimental de yoga de grátis!

Serviço
Satya Mandir Bistrô
Al. Franca, 444, Jardim Paulista, São Paulo – SP.
Tel. 11-3284 7961
http://www.satyamandiryoga.com.br

Mari Tavares

Anúncios

Quando li que o Djoh tava usando um moletom manchado da Universidade de Amsterdã, lembrei que eu já citei o Amsterdã Café & Bistrô aqui e não fiz um post só dele.

Ele fica ali, no meio do Jardins, mas longe da muvuquinha. É perfeito pra almoço de família, pra ir com amigos e, principalmente, pra ir com peguete de importância. E, o mais legal, é possível fazer uma festinha, alugando o espaço superior. Mais ou menos como o L’aperô, só que menos balada – uma coisa mais gourmet. Nas paredes, fotos, pôsteres e cartões postais holandeses, um charme (mas nada a ver com as coffee shops da cidade de Amsterdam, tá?). Dá pra sentar lá e tomar uma cerveja jogando conversa fora.

A comida é ótima! De couvert de entrada tem um pãozinho que eles fazem na hora que é um arraso. As opções são bem variadas e bem elaboradas. Mas as combinações massa + grelhado, risoto + grelhado ou salada + grelhado são as mais interessantes. Tudo na faixa dos R$ 30. Tem opções de sobremesa, claro, mas eu não provei ainda. Vai lá e me conta?

Serviço
Amsterdã Bistrô & Café
Rua Mello Alves, 506, Jardins, São Paulo – SP.
Tel. 11-3061 1676

Natalli Tami

Alguém já reparou que Minas Gerais virou uma idéia fixa do blog?
ABAFA O CASO.

Você, pessoa moderna que lê esse blog incrível chamado PobreTambémCome, com certeza já passou algumas vezes pela Galeria Ouro Fino, aquele ex-atual-futuro reduto do hype na nossa Paulicéia. E com certeza já passou por um singelo café que fica ali do lado, como quem não quer nada, e nem reparou.

Aquele café se chama Vó Sinhá e, veja só que coisa, ele é especializado em petiscos mineiros! Segundo o cardápio, essas coisinhas típicas são realmente “importadas de Minas” – óun, achei charmoso. Experimentei: o pão de queijo com recheio de carne seca com catupiry (!! R$ 3,50), a sopa de abóbora (R$ 8,90) e o capuccino (R$ 3,50). Tem lá também e em breve volto para experimentar: doces diversos, biscoito de queijo, quiche com salada.

O Vó Sinhá é uma boa opção, pelo que reparei, para comer barato pelos Jardins. Faça as contas: sopa + suco ou refri sai bem menos que R$ 15. O atendimento foi superfofo (até achei, em alguns momentos, que a menina estava dando em cima de mim. Sério).

Obs.: tem delivery! Não sei qual região eles entregam – provavelmente só lá perto – mas não custa ligar e perguntar!

Serviço
Vó Sinhá
R. Augusta, 2724, Jardins, São Paulo – SP.
Tel. 11-3081 2389

Jorge Wakabara

CÍNTHIA FOI E DIZ QUE CHEGOU!!! ELE CHEGOU!!! O MEU, O SEU, O NOSSO… SUCO DE TANGERINA DA LANCHONETE DA CIDADE!!!

Ela também sugere uma coisa doce, confira:

Você consegue comer legal com R$ 20. E repara no cardápio uma bebida que chama Doce de leite. Olha, speak serious*, é inacreditável de bom. O atendimento é muito eficiente, a espera é de poucos minutos e os momentos de prazer são infindáveis!! E é melhor do que os enlatados norte americanos, isso é!

Pelo visto, a Lanchonete da Cidade conquistou mais uma fã.

Serviço
Lanchonete da Cidade
Al. Tietê, 110, Jardins, São Paulo – SP.
Tel. 11-3086 3399

www.lanchonetedacidade.com.br

* esse é o jeito todo peculiar da Cinthola falar em inglês.

Post curto – eu acho… Para quando estiver nos Jardins sem muito dinheiro, com pouco tempo e vontade de comer bem. O Anis é aparentemente só um café, mas ao subir a escada, há um ambiente pequeno, mas agradável, com mesinhas e buffet. O cardápio varia bastante: além do trivial – arroz, feijão, salada etc – já comi lá purê de banana (é estranho se você não gosta de banana na comida, mas é muito bem feito), filé ao molho de funghi e frango com molho de gengibre e mostarda, por exemplo. Também tem fruta. Sucos e refrigerante.

Olhando o site deles, descobri que o cardápio é desenvolvido pela nutricionista Elizabeth Kimura Vazzolla, a dona Beth, que sempre está por lá. Também descobri que dá para pedir pratos (salada+grelhado etc), mas o bacana é o buffet, né? 

Se só comer salada, custa R$ 12. Com os pratos quentes, R$ 16. O café é ótimo e vale pedir para completar o almoço. É melhor ir até 13h30, porque a comida vai acabando e nem sempre há reposição.

Serviço
Anis Café
R. Padre João Manuel, 889, Jardins, São Paulo – SP.
Tel. 11-3062 3274
www.anisrestaurante.com.br

Maíra Goldschmidt

Eu acho a Av. Brigadeiro Faria Lima um ERRO. Ela é bem metida a besta, mas apesar de incluir o Iguatemi e o Clube Pinheiros você NÃO ME ENGANA, FARIA LIMA, EU SEI QUE NO FIM VOCÊ ACABA PASSANDO PELO LARGO DA BATATA!

Agora é sério: na Faria Lima não tem cinema (fora o do Iguatemi), não tem museu, não tem teatro. Só  escritório e dinheiro, dinheiro, dinheiro. Ironia do destino: trabalho na Rua Amauri e sou obrigado a passar todos os dias pela Faria Lima. Então a gente aceita a derrota e segue em frente, né?

A minha irmã também já trabalhou na Faria Lima e um dos lugares preferidos dela para almoçar era o Café Árabe. Você não faz idéia da fila que se forma no almoço, é bizarro. Mas tem explicação: o Café Árabe é um legítimo QG de PobresQueTambémComem, porque a comida é gostosa e não é cara.

Ontem eu passei por lá para fazer um lanchinho antes de ir para a Hidráulica da USP – uma longa história – e comi uma esfiha e um kibe. O preço é honestíssimo mes-mo. R$ 1,50 a esfiha! E não é aquela coisa horrorosa do Habib’s de sobra de açougue, o recheio é realmente saboroso, temperado e caprichado. O kibe também é bem bom.

Aí eu decidi experimentar… o tal do café árabe em si. Perguntei para a garçonete se seria muita gafe eu pedir o café árabe e colocar açúcar, e ela respondeu com um sotaque que podia ser de tudo menos de árabe:
“Sei não…” – e meio que saiu andandinho.
Pensei com meus buttons e pins: se ela não sabe, pode até ser que seja uma gafe mas vou fazer igual cavalo em dia de parada na avenida principal – cagar & andar.
Pedi o café e ele veio num bulezinho bem engraçado, com um prato de cerâmica em cima (o bule não tem tampa, acho que isso é para não esfriar o café). A xícara que acompanha é pintadinha à mão (pelo menos é o que parece) e não tem asa. Vem bastante café, dá para mais de uma pessoa tranquilo – E CUSTA R$ 2, QUE MARAVILHA!

Quanto ao gosto: é esquisito, não vou negar. Me parece que tem umas ervinhas, umas coisiquinhas. Mas não senti borra de café, não – aquela coisa áspera, efeito de quando você vai coar em casa e sai tudo errado. E é bem forte, mais do que espresso! Quer saber? Gostei da experiência.

Em tempo: os pratos giram em torno de R$ 11 e poucos, e a coalhada (amo coalhada) tá R$ 8. Ou seja, num almoço você gasta uns R$ 16 no máximo, e num lanchinho você gasta R$ 5. Vai dizer que não é bom?

Obs.: Alerta prazer estético. Tem um coroa árabe enxutão no caixa que, olha… valia uma bela quantidade de tapete persa, viu? Para as mulheres solteiras também deve valer a pena, tem um monte de engravatado trabalhador. Vai saber, né, de repente você arruma um administrador de empresas. Tem gosto para tudo.

Serviço
Café Árabe
Av. Brigadeiro Faria Lima, 1827, Jardim Paulistano, São Paulo – SP.
Tel. 11-3815 4150

Jorge Wakabara

O título diz tudo.

Ok, vou falar mais: fui na unidade Jardins, ali na Padre João Manuel, pouco mais acima da Tietê, esquina com a José Maria Lisboa. Mas acabei de descobrir que é da mesma família dona da padaria Barcelona, que fica lá em Higienópolis, famosíssima. Sabe quando tudo o que está exposto tem uma cara ótima, recém-feito, nada de ontem? Pães, doces, bolos, ciabatas, roscas, sanduíches… quando vi, furei minha dieta!

Tomei um late brunch (existe? se não existe, inventei agora: sem almoço às 3 da tarde), com direito a chás, sanduba com muito recheio num pão delicioso e, pra arrematar, mousse de chocolate. Não chegou a R$ 20. A unidade Jardins tem um mezanino com terraço pra sentar tranquilamente, comer e ser bem atendido, longe da muvuca da padaria. Bom pra fim de tarde e manhãs preguiçosas. Assim como comprar o seu café da manhã completo e levar pra casa. Ou pra deixar aquela festinha mais chique.

Serviço
Benjamin Abrahão – Mundo dos Pães
Rua José Maria Lisboa, 1397, Jardins, São Paulo – SP.
Tel. 11-3061 4004

Padaria Barcelona
Rua Maranhão, 220, Higienópolis, São Paulo – SP.
Tel. 11-3258 1855

www.benjaminabrahao.com.br

Natalli Tami

O que dá um plus nos cafés de sábado à tarde são as pessoas que encontramos. Sábado dividi o balcão de fumantes do Suplicy com Ana Laura e Mr., olha só. Comentamos sobre os cafés e os posts sobre os cafés do Lower Jardins. Ela disse que curte o café do Havana, então vou deixar o mesmo pra ela. Afinal, ela deve ter um ótimo parecer sobre isso. Vou ficar com uma descoberta efêmera: o Oscar Café.

Faz uns meses, eu tropecei na Oscar Freire, olhei pro lado e vi uma portinha. Um café aqui? Pois é. Entrei, subi a rampa e me vi num lugar supercharmoso, com iluminação bacana, quadros legais nas paredes, jazz tocando. Tinha uma mesinha ao lado do jardim de inverno, que foi onde eu sentei por horas pra conversar, provar café e doces e trabalhar um pouco. Parecia surreal, bom demais pra ser verdade: um lugar fino, com café bom e barato (espresso a R$ 2,50), doces bons, opções interessantes de sucos e refeições, com atendimento excepcional, distante da tormenta do bairro num sábado à tarde. Seria um achado?

Seria. Eu devia ter imaginado que, se um lugar chama um dos cafés de Glória Coelho (café batido com gelo), é porque tem  motivo. Aquele lugar não é pra qualquer pobre. Numa segunda tentativa de passar a tarde lá, me senti fora do padrão. Eu não tenho o direito de errar bolsa e sapato porque eu não passei o verão em Miami, entende? Outro ponto negativo é o custo-benefício dos pratos. Muito caros pra quantidade que varia de acordo com o humor do cozinheiro (sugestão do dia, R$35) – vale mais a pena ir no Amsterdam Bistrô.

Portanto, não é pra nóis. Só o café e o tiramissú.

E eu também vou negar se for vista por lá.

Serviço
Oscar Café
R. Oscar Freire, 727 – entre a Haddock e a Augusta, Jardins, São Paulo – SP.
Tel.: 11-3063 5269
www.oscarcafe.com.br

Natalli Tami

Lendo o post da Ana Laura sobre o Lower Jardins, lembrei de uma coisa pretensiosa que fica lá por perto: O Melhor Bolo de Chocolate do Mundo (o nome é esse mesmo, não é a minha opinião).

Praticamente, eles só vendem o tal bolo. Só que, óbvio, não é coisa que PobreTambémComeSempre. Uma singela fatia da suposta maravilha custa R$ 7,50 (mais ou menos o preço de uma fatia decente de qualquer bolo no Amor aos Pedaços). Mas é o Melhor Bolo de Chocolate do Mundo? Não sei – mas é um bom nome.

Tem café Suplicy e uns salgados. Dá pra encomendar um bolo inteiro para ocasiões especiais. Dica: peça o meio-amargo, que já é bem doce.

Serviço
O Melhor Bolo de Chocolate do Mundo
R. Oscar Freire, 125, Jardins, São Paulo – SP.
(entre a Peixoto Gomide e a Alameda Casa Branca)
Tel.: 11-3061 2172
www.omelhorbolodechocolatedomundo.com

Natalli Tami

… cafés, já que não fumo mesmo! Vou contar o segredo de algumas fofas que andam tresloucadas por aí: depois do chocolate, é o café a tábua de salvação para os dias não muito felizes. Ou vice-versa. E nem é novidade que a cafeína é estimulante, né? Faz uma diferença…. Então, para quando a vida parece não valer a pena – ou quando você se sente a pior das criaturas – recomendo que vá a Nespresso

Por causa do café? Não só. Claro que é uma diversão a parte escolher a bebida pelas cápsulas coloridas – e eu, sinceramente, sinto pouca diferença entre uma e outra – mas o atendimento é o que chama mais atenção. Todos os funcionários estão sempre a postos para abrir a porta, informar quais são os diferentes tipos de café, fechar sua conta etc. Nunca tive problemas. Nem quando a loja estava em processo de implantação, nem quando estive lá pela última vez há um mês.

Eu sempre tomo o volutto porque não é muito forte. Também é possível comer doces, mas nunca experimentei. Gosto de ir para, como dizem os chatos, apreciar o café. Somente. E é caro (R$ 5,50 com os 10% se não me engano), mas vale a pena.

Serviço
Nespresso
R. Padre João Manuel, 1164, Jardins, São Paulo – SP.
Tel. 11-3064 9974

Maíra Goldschmidt