Archive for the ‘Aclimação’ Category

Continuando nossa série de posts de comemoração, ai vão todos os restaurantes de Sampa City deste nosso primeiro ano de vida – só de A a C, porque foram muuuuuuitos, então vamos ter que dividir por blocos!

São Paulo

A
A Lareira
Abadia
Acrópolis
Alvarenga’s Bar
Amazon’s Coffee
Amsterdã Bistrô & Café
Andaluza
Aniello 1
Aniello 2 (Jorge é tão lesado que fez o primeiro post e me ajudou a fazer o segundo sem lembrar que já tinha feito um post sobre esse restaurante!)
Anis Café
Arabesco
Athenas Café

B
Bar do Biu
Bar do Elvis
Bar do Museu
Bar Leblon
Bella Gula Fast Bistrô
Bella Paulista
Benjamin Abrahão – Mundo dos Pães
Bistrô Charlô (não se iludam, o preço tava acessível só porque era comemoração de 20 anos do restaurante)
Blú Café
Burriteria

C
Ca’d’Oro
Cachoeira Tropical
Café Árabe
Café Florinda
Cantina D’Angelo
Cantinho Goiano
Carrinho de churros no Metrô Saúde
Casa do Norte – Cantinho do Martinho
Casa Líbano
CB Curry House (parece que não está mais aberto! Ainda aguardamos notícias sobre possíveis reinaugurações)
CBzinho
China Massas Caseiras por Jorge Wakabara
China Massas Caseiras por Natalli Tami
Churrascaria e Lanches Estrela
Clube Atlético Reinaldão
Côco, cravo e canela
Comedoria do Sesc Avenida Paulista
Comedoria do Sesc Pinheiros
Cremeria Nestlé

Próximo lote: São Paulo de D a K!

Mari Tavares

Havia um restaurante que costumava ser a salvação dos nossos amigos nos fins de noite. Aliás: havia, não. Ainda há. O problema é que ele morreu em nossos corações.

O Inazuma era aquele rodízio de sushi barato, bem-servido e delicioso de todas as horas, que você ia para conversar, chorar o fim de um namoro, reencontrar um amigo ou só dar uma abastecida entre bares. Por R$ 21 se comia suficientemente bem, e até os mais ogros saíam satisfeitos. E o melhor: eles não faziam restrição nas repetições.

Como tudo que é bom dura pouco, dia desses eu quis afogar minhas incertezas pós-terapia em um cone de temaki, e saí de lá com uma decepção. O tempero havia mudado, os sushis estavam nadando em maionese e cream cheese, e o peixe não estava lá tão fresco. Ouvi a garçonete contar para a mesa ao lado que os cozinheiros e sushimen haviam mudado, e por isso a diferença. E, como um golpe do destino, o nosso “Japodrão” (o apelido que ele ganhou) agora realmente merecia o título.

Rapidamente, arrumamos um substituto à altura. E o melhor: com filiais! O Matsuya tem seis endereços em São Paulo, e o preço do rodízio é quase igual: R$ 22,90 no almoço ou nas noites de segunda a quinta, R$ 24,90 no fim-de-semana. A única diferença é que eles não incluem o shimeji no rodízio, mas a gente consegue viver sem isso!

E se alguém souber de alguma mudança no Inazuma, nos avise: nosso coração não se desapega fácil assim.

Serviço
Matsuya Sushi 

Aclimação
Rua Colônia da Glória, 583
Vila Mariana
Rua Leandro Dupré, 848
Morumbi
Rua Henri Dunant, 367
Sumaré
Rua Bruxelas, 99
Moema
Avenida dos Imarés, 457

Tudo São Paulo – SP!

Bia Bonduki